Polícia Civil fiscaliza autopeças na capital e flagra comércio irregular
http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/thumbnail-for-378218.jpg
Policial
eyJfb3JpZ2luYWxfdXJsIjoiaHR0cDpcL1wvd3d3LnBqYy5tdC5nb3YuYnJcL25vdGljaWEucGhwP2lkPTIwMzQ0IiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfb3JpZ2luYWxfbGluayI6Im5vIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfb3JpZ2luX2xvZ28iOiIiLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9vcmlnaW5fbG9nb19saW5rIjoiIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfY2Fub25pY2FsX2xpbmsiOiJubyIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX2ZvbnRlIjoiRm9udGU6IFBKQyBNVCJ9

Assessoria | PJC-MT

A Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derrfva) iniciou na manhã desta quarta-feira (17), mais uma etapa da operação Peça Segura, de fiscalização em comércios de peças de veículos. O objetivo é a redução dos roubos e furtos de veículos na região metropolitana e também coibir o comércio irregular de peças de automóveis populares e motocicletas, os mais visados nesse segmento.

Equipes policiais composta por delegados, investigadores, escrivães e peritos estão em duas autopeças, uma delas fica na Avenida Fernando Correa da Costa.  O estabelecimento tem mais de mil veículos em seu pátio e segundo o responsável, os veículos produtos batidos adquiridos em leilões, cujo processo é legal a revenda das peças, mas há suspeita de que em meio ao acervo possa ter carros legais oriundos de roubos e furtos. O local já foi alvo de fiscalizações anteriores da Especializada.

A segunda autopeças fica na Avenida Miguel Sutil, e também tem denúncias do comércio de peças irregulares. No local, foram já identificados nove câmbios adulterados até momento. 

Também participa da operação o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e Delegacia Fazendária. 

O resultado da ação será divulgado no final dos trabalhos.