Seaf expõe produtos da agricultura familiar no Festival Internacional de Pesca
http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/thumbnail-for-375622.jpg
Mato Grosso
eyJfb3JpZ2luYWxfdXJsIjoiaHR0cDpcL1wvd3d3Lm10Lmdvdi5iclwvd2ViXC9zZWFmXC8tXC8xMjIwNzg2OS1zZWFmLWV4cG9lLXByb2R1dG9zLWRhLWFncmljdWx0dXJhLWZhbWlsaWFyLW5vLWZlc3RpdmFsLWludGVybmFjaW9uYWwtZGUtcGVzY2EiLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9vcmlnaW5hbF9saW5rIjoibm8iLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9vcmlnaW5fbG9nbyI6IiIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX29yaWdpbl9sb2dvX2xpbmsiOiIiLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9jYW5vbmljYWxfbGluayI6Im5vIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfZm9udGUiOiJGb250ZTogR09WIE1UIn0=

Um estande com 300 m² marca a participação da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf) no 38º Festival Internacional de Pesca Esportiva (FIPe), realizada Cáceres entre os dias 10 e 14 de julho. O espaço é dedicado comercialização e exposição de produtos da agricultura familiar, além de promover os programas e atividades desenvolvidos pela Seaf em todo o Estado.  

A proposta do estande é favorecer a comercialização de produtos da agricultura familiar, reunindo em um único espaço a possibilidade de venda e divulgação de itens para futuros consumidores. Além dos produtos, a secretaria também conta com a participação de servidores voltados à divulgação das ações desenvolvidas pela pasta.

O horário de funcionamento do estande é das 16h às 23h. Entre os produtos comercializados teremos banana chips, conservas, rapaduras, queijos, embutidos, polpas de fruta, doces e compotas, produtos agroindustrializados, verduras, legumes, entre outros. Para os amantes do bom café, o destaque vai para a venda das principais marcas produzidas e industrializadas em Mato Grosso. 

Em números, a Agricultura Familiar em Cáceres reúne cerca de 3 mil famílias, em 26 assentamentos. A cadeia do leite é o carro-chefe da produção familiar. Sozinha, a bacia leiteira mobiliza cerca de 1.500 famílias na produção de 600 mil litros de leite ao dia. O município já contabiliza mais de 250 mil cabeças de gado leiteiro. O investimento na distribuição de sêmens de alta qualidade para a melhoria genética do gado tem sido o diferencial na produção. 

O cacau é outra aposta que tem ganhado espaço entre os produtores. O município já implantou a vitrine do cacau clonal com o plantio de duas mil mudas, geneticamente mais produtivas. A meta é adquirir mais 4 mil mudas, ainda este ano. Os cultivares foram trazidos de Rondônia, e são resultado do melhoramento genético desenvolvido pela Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac). O órgão se tornou referência nacional na geração e transferência de tecnologia para o aprimoramento da produção cacaueira no Brasil. 

O município também pretende investir na produção do café. Na proposta de expansão da cafeicultura, o Governo do Estado pretende implantar cinco unidades demonstrativas de café clonal em Cáceres, sendo um hectare por propriedade. O Estado possui hoje 11 mil hectares de área plantada e uma produção de 118,8 mil sacas (Conab/Maio 2019). A ideia é implantar 125 novos hectares de café, um incremento aproximado de mais 10 mil sacas na produção.

Cáceres também tem investido no fomento à piscicultura. Apenas em 2018 foram abertos 54 tanques de peixe. A proposta da prefeitura é incentivar a cultura entre as famílias, ampliando as possibilidades de renda do agricultor. Neste programa são contemplados produtores com até 3 módulos fiscais.