PM e Prefeitura de Araguaiana firmam convênio para implantação do Proerd nas escolas
http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/thumbnail-for-375191.jpg
Mato Grosso
eyJfb3JpZ2luYWxfdXJsIjoiaHR0cDpcL1wvd3d3Lm10Lmdvdi5iclwvd2ViXC9wbVwvLVwvMTIyMDAxMDUtcG0tZS1wcmVmZWl0dXJhLWRlLWFyYWd1YWlhbmEtZmlybWFtLWNvbnZlbmlvLXBhcmEtaW1wbGFudGFjYW8tZG8tcHJvZXJkLW5hcy1lc2NvbGFzIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfb3JpZ2luYWxfbGluayI6Im5vIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfb3JpZ2luX2xvZ28iOiIiLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9vcmlnaW5fbG9nb19saW5rIjoiIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfY2Fub25pY2FsX2xpbmsiOiJubyIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX2ZvbnRlIjoiRm9udGU6IEdPViBNVCJ9

A Polícia Militar firmou convênio com a cidade de Araguaiana para adesão ao Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência (Proerd). O convênio entre a Prefeitura do município e o 5º Comando Regional da PM foi assinado nesta quarta-feira (10.07), no município.  

A implementação do Proerd está prevista para o segundo semestre, com previsão de atender 200 alunos da rede municipal de ensino. O programa é uma ação preventiva desenvolvida por policiais militares que atuam dentro das escolas com métodos educativos desenvolvidos para combater o aliciamento de estudantes para o uso e tráfico de drogas e a pratica de crimes na unidades de ensino.

O coordenador regional do Proerd, sargento João Luiz explica que o programa forma cidadãos em parceria com a comunidade escolar.

“Com o Proerd os alunos terão a presença de um policial militar fardado dentro da sala de aula, mostrando a eles a importância de tomar boas decisões na vida, ficando longe das drogas, da violência, de outros comportamentos perigosos e mais perto da família e dos estudos”, diz o sargento.

A assinatura do convênio contou com a presença do coordenador regional do Proerd, sargento João Luiz e do prefeito de Araguaiana, Getúlio Dutra. A formalização da parceria garante apoio e o compromisso por parte da prefeitura na implementação do programa na cidade.

O Proerd foi abraçado pela Polícia Militar de Mato Grosso, no ano de 2000. Participam do programa tanto alunos da rede pública e privada de ensino, como também pais e responsáveis. A ação preventiva atende hoje 340 mil pessoas, promovendo segurança e contribuindo na formação dos estudantes.