CPI de Brumadinho ouve hoje funcionários da Potamos
http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/2018/01/3-43.jpg
Câmara dos Deputados
eyJfb3JpZ2luYWxfdXJsIjoiaHR0cHM6XC9cL3d3dzIuY2FtYXJhLmxlZy5iclwvY2FtYXJhbm90aWNpYXNcL25vdGljaWFzXC9NRUlPLUFNQklFTlRFXC81Nzg3NTItQ1BJLURFLUJSVU1BRElOSE8tT1VWRS1IT0pFLUZVTkNJT05BUklPUy1EQS1QT1RBTU9TLmh0bWwiLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9vcmlnaW5hbF9saW5rIjoibm8iLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9vcmlnaW5fbG9nbyI6IiIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX29yaWdpbl9sb2dvX2xpbmsiOiIiLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9jYW5vbmljYWxfbGluayI6Im5vIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfZm9udGUiOiJGb250ZTogQ1x1MDBlMm1hcmEgZG9zIERlcHV0YWRvcyBGZWRlcmFpcyJ9

A CPI de Brumadinho ouve hoje o engenheiro consultor da Vale Fernando Schnaid; a engenheira da Potamos Maria Regina Moretti; e o engenheiro diretor da Potamos, Rodrigo de Almeida Leite Barbosa.

De acordo com o deputado Rogério Correia (PT-MG), que é relator na CPI, “a convocação dos funcionários da Potamos citados é essencial para o esclarecimento do que aconteceu nos meses e dias anteriores ao rompimento da barragem B1 da Mina de Córrego do Feijão, além da definição acerca do conhecimento da situação da barragem entre os diferentes funcionários e níveis de decisão da empresa, a fim de estabelecer as respectivas responsabilidades”, afirma.

Ele lembra que, no dia 25 de janeiro de 2019, o rompimento de barragem de rejeito de mineração no estado de Minas Gerais, localizada em Brumadinho e de propriedade da Vale, causou a morte ou o desaparecimento de cerca de 270 pessoas.

Correia destaca que o laudo de estabilidade feito pela empresa alemã TÜV SÜD, a pedido da Vale, mesmo solicitando uma série de recomendações à empresa, atestou a estabilidade da barragem, em setembro/2018, quatro meses antes de seu rompimento.

“Nos dias 23 e 24 de janeiro de 2019, houve intensa troca de e-mails e ligações telefônicas entre funcionários da Vale e da TÜV SÜD sobre problemas de estabilidade da barragem B1, o que demonstra que a Vale já tinha conhecimento desse estado crítico, mas não tomou nenhuma providência para salvar vidas e evitar outros danos”, acrescenta,

A reunião será realizada às 14h30, no plenário 10.

Assista ao vivo