Casal é preso no interior de SP por manter idosa em cárcere privado por 20 anos
http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/thumbnail-for-365431.jpg
Nacional
eyJfb3JpZ2luYWxfdXJsIjoiaHR0cDpcL1wvdWx0aW1vc2VndW5kby5pZy5jb20uYnJcL3VsdGltb3NlZ3VuZG8uaWcuY29tLmJyXC9icmFzaWxcLzIwMTktMDYtMjVcL2Nhc2FsLWUtcHJlc28tbm8taW50ZXJpb3ItZGUtc3AtcG9yLW1hbnRlci1pZG9zYS1lbS1jYXJjZXJlLXByaXZhZG8tcG9yLTIwLWFub3MuaHRtbCIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX29yaWdpbmFsX2xpbmsiOiJ5ZXMiLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9vcmlnaW5fbG9nbyI6Imh0dHA6XC9cL3d3dy51cmdlbnRlbmV3cy5jb20uYnJcL3dwLWNvbnRlbnRcL3VwbG9hZHNcLzIwMThcLzAxXC9sb2dvLWlnLWZ3LnBuZyIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX29yaWdpbl9sb2dvX2xpbmsiOiJodHRwczpcL1wvd3d3LmlnLmNvbS5iclwvIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfY2Fub25pY2FsX2xpbmsiOiJ5ZXMiLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9mb250ZSI6IkZvbnRlOiBJRyBOYWNpb25hbCJ9
Casal mantém idosa em cárcere privado
Reprodução/EPTV

Casal é preso por manter idosa em cárcere privado durante 20 anos na cidade de Vinhedo, região de Campinas

A Polícia Civil de Vinhedo, cidade localizada na região de Campinas, no interior do estado de São Paulo, prendeu um casal, na madrugada desta terça-feira (25), por tortura. Os detidos foram acusados de manter uma idosa de 63 anos em cárcere privado e o crime, segundo as autoridades, vinha ocorrendo pelo menos nos últimos 20 anos. 

Leia também: Adolescente é mantida em cárcere privado e estuprada no Mato Grosso

Elcio Pires Junior e Marina Okido obrigavam a  idosa a cuidar da mãe de Marina, não pagavam salário ou benefícios, davam golpes financeiros e ainda agrediam a senhora, que não via a rua há mais de duas décadas. Segundo a polícia, o crime configura regime de escravidão e tortura e o casal acabou sendo detido. 

Leia também: Bombeiro que raptou e torturou namorada deverá ser expulso

A Polícia Civil foi acionada ao local por uma denúncia de estelionato . Porém, quando chegou à residência, encontrou a vítima. Ela pediu ajuda aos agentes que, por considerarem a situação estranha, conduziram o casal à delegacia para prestar depoimento. Foi durante esse depoimento que foi descoberto que a família da vítima, que é de Colorado, no Paraná, já havia registrado um boletim de ocorrência de desaparecimento

Leia também: Pai mantém filhas em cárcere por 12 anos e tem três filhos com cada uma

Segundo o Bom Dia SP , da TV Globo , os suspeitos entregaram o documento da mulher aos policiais na delegacia. A história contada aos policiais é que a senhora veio do Paraná para trabalhar como empregada doméstica do casal em Campinas, no estado de São Paulo. Depois de um tempo, o casal se mudou para Vinhedo, levou a idosa e, segundo ela, em momento algum houve qualquer pagamento pelos serviços prestados. Ela foi levada para um abrigo social.