Mais de 60 crianças, jovens e adultos participam de ações preventivas da Polícia Civil
http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/thumbnail-for-365024.jpg
Policial
eyJfb3JpZ2luYWxfdXJsIjoiaHR0cDpcL1wvd3d3LnBqYy5tdC5nb3YuYnJcL25vdGljaWEucGhwP2lkPTIwMjAxIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfb3JpZ2luYWxfbGluayI6Im5vIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfb3JpZ2luX2xvZ28iOiIiLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9vcmlnaW5fbG9nb19saW5rIjoiIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfY2Fub25pY2FsX2xpbmsiOiJubyIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX2ZvbnRlIjoiRm9udGU6IFBKQyBNVCJ9

Assessoria | PJC-MT

Mais de 60 pessoas, entre crianças, jovens e adultos, de comunidades religiosas da capital e interior, participaram de ações de cunho preventivo promovidas pelos projetos sociais da Polícia Judiciária Civil, por meio da Polícia Comunitária. As atividades foram desenvolvidas nos dias 17 a 23 de junho, em três eventos realizados em parceria com lideranças religiosas, buscando a sensibilização desse púbico contra o uso e abuso de drogas lícitas e ilícitas.

A primeira palestra orientativa sobre drogas aconteceu na noite de segunda-feira (17.06). Participaram trinta e cinco alunos de karatê do projeto “Karatê Guerreiros de Cristo da Igreja Batista Sião”, no bairro Pedra 90, os quais são apoiados pelos projetos sociais da Polícia Civil.

Conforme o professor de karatê e membro do Conselho Tutelar, Marcivon Nunes, os encontros com os policiais permitem aos alunos a compreensão em fazer boas escolhas sem a influência negativa das drogas. “Os participantes do karatê utilizam as camisetas dos projetos sociais como um uniforme para frequentarem as aulas”, disse o professor.

Outra segunda importante ação de prevenção ocorreu no sábado (22.06), em parceria com a presidente do Conseg da região do Distrito de Nossa Senhora da Guia, Benedita Souza Mendes, que deslocou até a Comunidade de Juquarinha (Distrito do município de Rosário Oeste), para fazer a distribuição de cartilhas e camisetas do programa da Polícia Civil “De cara limpa contra as drogas”, para as crianças da comunidade.

Além do trabalho relevante como conselheira de segurança, Dona Morena, como é conhecida por todos é pastora na Igreja Assembleia de Deus Ministério Templo dos Milagres no município de Jangada.

Segundo a presidente as crianças estavam reunidas na casa de pessoas da comunidade a fim de receber o material bem como o incentivo da leitura das cartilhas. “O que queremos é trabalhar a prevenção, é salvar vidas e, com o pouco conhecimento que eu tenho, mas eu tenho um amor enorme no meu coração e Deus tem me sustentado para levar a palavra do amor e plantar essa sementinha no coração das crianças”, falou Dona Morena.

O terceiro evento foi no dia 23 de junho, onde vinte e cinco jovens da Igreja Batista Bereana, no bairro Altos do Coxipó, em Cuiabá, receberam orientações sobre drogas dos projetos executados pela Polícia Civil.

Para o investigador Ademar Torres, os diferentes segmentos sociais que, de forma direta ou indireta, possam desenvolver ações relacionadas ao tema, como educadores, profissionais de saúde, de assistência social, segurança pública, conselheiros municipais, líderes comunitários e religiosos são parceiros importantes neste processo. “Nossa intenção é ampliar as atividades de prevenção, por meio da educação, disseminação de informações e capacitação destes parceiros”, destacou o policial.