MT está entre os estados que terão mais investimentos do governo federal
http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/thumbnail-for-360843.jpg
Mato Grosso
eyJfb3JpZ2luYWxfdXJsIjoiaHR0cDpcL1wvd3d3Lm10Lmdvdi5iclwvd2ViXC9zaW5mcmFcLy1cLzExOTk0MTIwLW10LWVzdGEtZW50cmUtb3MtZXN0YWRvcy1xdWUtdGVyYW8tbWFpcy1pbnZlc3RpbWVudG9zLWRvLWdvdmVybm8tZmVkZXJhbCIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX29yaWdpbmFsX2xpbmsiOiJubyIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX29yaWdpbl9sb2dvIjoiIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfb3JpZ2luX2xvZ29fbGluayI6IiIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX2Nhbm9uaWNhbF9saW5rIjoibm8iLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9mb250ZSI6IkZvbnRlOiBHT1YgTVQifQ==

Mato Grosso está entre os estados do país que mais receberão investimentos do governo federal na área de infraestrutura, contemplando ampliação da malha ferroviária e melhorias em rodovias. A afirmação partiu do ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, que, ao lado do governador do Estado, Mauro Mendes, visitou o Terminal Ferroviário de Cargas, em Rondonópolis (a 217 km de Cuiabá).

A vistoria, ocorrida nesta sexta-feira (14.06), contou com a presença do secretário de Estado de Infraestrutura, Marcelo de Oliveira, além de parlamentares. “Mato Grosso é uma prioridade do presidente Jair Bolsonaro devido ao seu potencial. Temos investimentos direto no Estado e outros que beneficiarão de forma indireta”, garantiu o ministro.

A visita ao terminal ferroviário de Rondonópolis faz parte de uma extensa agenda do ministro em Mato Grosso, que incluiu também passagem pelas obras de duplicação da rodovia BR-364 e Travessia Urbana em Rondonópolis, e a participação nesta sexta-feira, no município Água Boa (a 740 km da capital), da audiência pública que vai discutir a construção da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico) e obras de Infraestrutura em rodovias federais e estaduais no Estado.

Entre as ações para melhoria da infraestrutura e logística que vão garantir um avanço no processo de escoamento de grãos do Estado, o ministro afirmou que o governo federal trabalha para assinar, ainda este ano, o contrato para construção da Ferrovia Centro-Oeste, com previsão de início das obras já em 2020.

A Fico terá quase 400 quilômetros e deverá ligar Água Boa (MT) ao município de Campinorte, em Goiás.

Além da Fico, o ministro anunciou ainda para este ano a concessão da Ferrogrão, ferrovia que vai ligar a cidade de Sinop, no norte de Mato Grosso, a Miritituba, no Pará. A Ferrogrão e a Fico estão entre os mais importantes projetos ferroviários para o escoamento de commodities do Brasil.

Rodovias

Em relação a rodovias federais, o governo prometeu investimentos para pavimentação da BR-174, no Nortão de Mato Grosso, e o estudo de uma saída para concessão da BR-163. “A pavimentação da BR-163 no Pará também vai favorecer o escoamento de Mato Grosso. O planejamento da concessão da ferrovia de Sinop a Mirituba, também estamos pensando no Estado, além da construção das pontes na BR-158 em direção a Marabá (PA), não é diferente”, pontuou o ministro.

Tarcísio de Freitas complementou ainda que até o fim de junho o governo federal vai enviar ao Tribunal de Contas da União a prorrogação das concessões da empresa Vale e isso vai beneficiar indiretamente Mato Grosso. “As outorgas geradas por essas prorrogações vão ser investidas aqui no Estado e em Goiás”, garantiu ele.

O governador Mauro Mendes se disse muito satisfeito com o olhar que o ministro da Infraestrutura tem para Mato Grosso e para o potencial de desenvolvimento da região. “O ministro tem grande conhecimento dos problemas de infraestrutura do nosso Estado e é um importante interlocutor nesse sentido. Ele tem mostrado muita compreensão do que Mato Grosso pode contribuir para o crescimento da nação brasileira”, ponderou o governador.