Para Marcos Rogério, divulgação de mensagens de Moro é terrorismo político
http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/thumbnail-for-359066.jpg
Agência Senado
eyJfb3JpZ2luYWxfdXJsIjoiaHR0cHM6XC9cL3d3dzEyLnNlbmFkby5sZWcuYnJcL25vdGljaWFzXC9tYXRlcmlhc1wvMjAxOVwvMDZcLzEyXC9wYXJhLW1hcmNvcy1yb2dlcmlvLWRpdnVsZ2FjYW8tZGUtbWVuc2FnZW5zLWRlLW1vcm8tZS10ZXJyb3Jpc21vLXBvbGl0aWNvIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfb3JpZ2luYWxfbGluayI6IiIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX29yaWdpbl9sb2dvIjoiIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfb3JpZ2luX2xvZ29fbGluayI6IiIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX2Nhbm9uaWNhbF9saW5rIjoiIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfZm9udGUiOiIifQ==

Durante pronunciamento nesta quarta-feira (12), em Plenário, o senador Marcos Rogério (DEM-RO) classificou de terrorismo político a interceptação e a divulgação de diálogos entre o ministro da Justiça, Sérgio Moro, quando ainda exercia cargo de juiz federal, e integrantes do Ministério Público ligados à operação Lava Jato.

Na opinião dele, trata-se de um processo criminoso de enfraquecimento das investigações e do sistema democrático brasileiro, planejado pelo o que ele chamou de “esquerda xiita” ou de “esquerdopatas”.

A esquerda das facadas, dos golpes rasteiros, da invasão de privacidade, do terrorismo, não merece a mínima confiança. Com o crime, não se negocia — disse.

Marcos Rogério afirmou ainda que não há nada de ilegal, quando se analisa o teor das mensagens interceptadas e divulgadas pelo site The Intercept. Ele aproveitou para lembrar que, se houver algum indício de irregularidade nos diálogos, há meios para penalizar quem extrapolou os limites da lei.