“Piada cruel”: criança recebe troféu de “menino mais irritante” da escola
http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/thumbnail-for-358935.jpg
Mulher
eyJfb3JpZ2luYWxfdXJsIjoiaHR0cDpcL1wvZGVsYXMuaWcuY29tLmJyXC9kZWxhcy5pZy5jb20uYnJcL2ZpbGhvc1wvMjAxOS0wNi0xMlwvcGlhZGEtY3J1ZWwtY3JpYW5jYS1yZWNlYmUtdHJvZmV1LWRlLW1lbmluby1tYWlzLWlycml0YW50ZS1kYS1lc2NvbGEuaHRtbCIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX29yaWdpbmFsX2xpbmsiOiJ5ZXMiLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9vcmlnaW5fbG9nbyI6Imh0dHA6XC9cL3d3dy51cmdlbnRlbmV3cy5jb20uYnJcL3dwLWNvbnRlbnRcL3VwbG9hZHNcLzIwMThcLzAxXC9sb2dvLWlnLWZ3LnBuZyIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX29yaWdpbl9sb2dvX2xpbmsiOiJodHRwczpcL1wvd3d3LmlnLmNvbS5iclwvIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfY2Fub25pY2FsX2xpbmsiOiJ5ZXMiLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9mb250ZSI6IkZvbnRlOiBJRyBNdWxoZXIifQ==

Um momento de premiação na escola americana Bailly Preparatory Academy, que fica em Gary, no estado de Indiana, gerou muita indignação nos pais de uma criança autista de 11 anos. Na ocasião, um professor de educação especial deu ao garoto o troféu de o “menino mais irritante” da escola.

Leia também: Professora obriga menina a trocar de roupa por achar vestido “inadequado”

criança autista recebe troféu de
Reprodução/NBC

O troféu que ele ganhou é uma estrela dourada. Segundo a mãe, ele pegou o objeto sem saber o que significava


Estella e Rick Castejon, pais do garoto, estavam presentes no momento da entrega do troféu e afirmaram que não esperavam essa atitude. “Como diretor ou professor, você nunca deve deixar isso acontecer a qualquer aluno”, diz Rick ao Northwest Indiana Times .

“Este não é o tipo de atenção que queríamos ou serviços que queríamos para nosso neto”, conta a avó do estudante, Angie Castejon.

A mãe do menino ressalta que não conseguia acreditar no objeto que seu filho recebeu. “Eu não tinha certeza se meus olhos estavam lendo corretamente”, conta. O prêmio dizia: “Bailey Preparatory Academy 2018-2019 – Menino mais irritante”.

Os pais, no entanto, acreditam que a criança não entendeu do que se trata o troféu . “Ele queria apenas porque era uma estrela bonita e brilhante. Só isso”, fala Rick Castejon.

Medidas contra a escola

A família do menino procurou o conselho escolar do estado para tomar as medidas necessárias e repreender os atos dos funcionários da escola. “O objetivo para nós é garantir que todos os envolvidos nesta piada cruel sejam responsabilizados”, enfatiza Angie ao canal NBC de Chicago.

A avó relata que entrou em contato com o diretor da escola por e-mail, mas que a resposta foi “desdenhosa” e não ajudou.

Leia também: Irmãs são expulsas de escola dos Estados Unidos porque a mãe “vive em pecado”

Escola se desculpa pelo troféu

criança triste
shutterstock

A escola lamentou e se desculpou pelo o que aconteceu. Instituição abriu investigação para responsabilizar os envolvidos


Em comunicado oficial, a Bailly Preparatory Academy lamenta e se desculpa pelo ocorrido durante a premiação anual, além de informar que o diretor da instituição foi demitido e três professores, incluindo o que entregou o troféu, estão em uma espécie de aviso prévio e terão o contrato cancelado.

A Gary Community School Corporation divulgou uma nota destacando que abriram uma investigação interna para analisar tudo o que aconteceu e responsabilizar as pessoas relacionadas a essa atitude.

“Nossa principal preocupação é o bem-estar das crianças que nos foram confiadas”, pontua Pete Morikis, gerente distrital de Emergência da entidade. “Sua segurança, física e emocional, é nossa maior prioridade”, acrescenta ele.

Leia também: Mãe é impedida de matricular a filha na escola por usar um “vestido curto”

A família ainda se diz chocada ao notar que a escola permitiu que o prêmio fosse entregue ao garoto autista , que também é não verbal. “Meu filho é um bom menino. Ele não é chato, garante Estella Castejon. “[Crianças com autismo] só querem ser amadas, elas querem apenas se divertir, ser tratadas como pessoas normais, só isso”, evidencia Rick.