Policiais de especializadas participam de palestras de prevenção ao suicídio
http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/thumbnail-for-356073.jpg
Mato Grosso
eyJfb3JpZ2luYWxfdXJsIjoiaHR0cDpcL1wvd3d3Lm10Lmdvdi5iclwvd2ViXC9wbVwvLVwvMTE5NTM1NzktcG9saWNpYWlzLWRlLWVzcGVjaWFsaXphZGFzLXBhcnRpY2lwYW0tZGUtcGFsZXN0cmFzLWRlLXByZXZlbmNhby1hby1zdWljaWRpbyIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX29yaWdpbmFsX2xpbmsiOiJubyIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX29yaWdpbl9sb2dvIjoiIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfb3JpZ2luX2xvZ29fbGluayI6IiIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX2Nhbm9uaWNhbF9saW5rIjoibm8iLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9mb250ZSI6IkZvbnRlOiBHT1YgTVQifQ==

Policiais das cinco unidades do Comando Especializado da Polícia Militar de Mato Grosso participaram durante a semana de um ciclo de palestras sobre prevenção ao suicídio. Promovido pelo Comando-Geral da PM, o projeto encerrou essa etapa com os policiais das especializadas na tarde desta sexta-feira (07.06) no mini-auditório da Secretaria de Estado de Saúde, em Cuiabá.  

Cerca de 360 policiais militares das unidades  do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), Batalhão de Ronda Ostensiva Tática ( ROTAM), Regimento de Policiamento Montado (RPMon), Batalhão de Proteção Ambiental (BPMPA) e  Batalhão  de Policiamento de Trânsito (BPTran) assistiram palestras e receberam orientações sobre fatores de risco, estados afetivos, depressão e outros temas. Palestrantes também desmistificaram alguns tabus e mitos sobre suicídio. Na ocasião, os policiais também puderam interagir com outros colegas, debater e tirar dúvidas sobre o assunto.

O tenente-coronel Dalton Luiz de Magalhães que responde pelo comando das unidades especializadas da PM conta que o ciclo de palestras sobre suicídio é muito importante para os policiais militares, já que diariamente esses policiais são submetidos  às diversas situações de estresse e ainda tomada de decisões de alta complexidade.

“Essas informações nos permite aprender ainda mais sobre comportamentos típicos de suicídio, quer seja em nossos companheiros de profissão, nós próprios, familiares ou um desconhecimento. Esse trabalho vem de encontro a um mal silencioso e altamente perigoso para nossos policiais militares. Se tivermos um comportamento adequado para acolher, identificar o sinais, podemos salvar vidas”, conta o tenente-coronel Dalton Luiz.

Para o subcomandante do BOPE, Major Carlos Evane o suicídio realmente é um tabu, as pessoas evitam a tocar nesse assunto.  “Um evento desse permite  que a gente entenda como isso funciona, a sua origem e a quem procurar. Os números não mentem, o Brasil têm uma incorrência muito grande. Ações como estas partindo do Comando-Geral da PM favorecem a saúde individual, familiar e por fim da instituição da Polícia Militar”, ressalta Major Evane.  

Por meio da Diretoria de Saúde da Policia Militar, a corporação oferece uma rede atenção formada por diversos profissionais de diferentes especialidades que realiza aos policiais encaminhamentos e tratamentos de saúde adequada para cada militar.

O policial da Rotam, tenente João Dorileo diz que esse tratamento é muito importante para os militares. “Nos  conforta muito saber que o nosso comandante-geral está preocupado com o bem estar da tropa. Nessa palestra eu vi os índices e os números são preocupantes, então a gente se sente acolhido e confortável em saber que esse assunto está sendo levado para as unidades”, conta o tenente. 

Serviço 

Para mais informações, a  Diretoria de Saúde da PM fica localizada no Centro Político Administrativo, nas proximidades do Detran-MT, em Cuiabá. Para mais informações sobre os atendimentos, os interessados podem entrar em contato pelo telefone (65) 3631-2730.

Outro canal de apoio é o Centro de Valorização da Vida (CVV), que oferece apoio emocional e pode ajudar na prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente e sob total sigilo pelo telefone 188. Também há atendimento por email e chat 24 horas todos os dias.