Polícia Civil prende suspeito de esfaquear vítima por não vender cerveja de sua preferência em Várzea Grande
http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/2018/01/2-41.jpg
Policial
eyJfb3JpZ2luYWxfdXJsIjoiaHR0cDpcL1wvd3d3LnBqYy5tdC5nb3YuYnJcL25vdGljaWEucGhwP2lkPTIwMDE1IiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfb3JpZ2luYWxfbGluayI6Im5vIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfb3JpZ2luX2xvZ28iOiIiLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9vcmlnaW5fbG9nb19saW5rIjoiIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfY2Fub25pY2FsX2xpbmsiOiJubyIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX2ZvbnRlIjoiRm9udGU6IFBKQyBNVCJ9

Assessoria | PJC-MT

Um crime de tentativa de homicídio foi esclarecido pela Polícia Civil com a prisão do autor do atentado, em ação realizada na terça-feira (21.05). O suspeito Edu Luzi de Souza foi identificado nas investigações 1ª Delegacia de Polícia de Várzea Grande (1ª DP-VG), que iniciou os trabalhos logo após o crime.

Os mandados de prisão temporária e de busca e apreensão domiciliar contra o suspeito foram decretados pela Justiça com base na rápida apuração dos policiais da 1ªDP-VG que conseguiram identificar o suspeito como autor do crime.

O homicídio tentado ocorreu na madrugada de 05 de maio, na região central de Várzea Grande. A vítima comercializa bebidas, momento em que o suspeito se irritou pelo fato de não ter a cerveja de sua preferência, causando grande tumulto no local. Após a confusão ser apaziguada, o suspeito retornou e desferiu um golpe de arma branca (faca) contra a vítima, próximo ao coração.

Assim que foram acionados da tentativa de homicídio, a equipe de investigadores da 1ª DP-VG realizou o atendimento de local de crime, onde foram colhidas as primeiras informações do ocorrido. Em seguida, os policiais seguiram até o Hospital, onde a vítima foi realizada a oitiva da vítima, que reconheceu o suspeito através de fotografia.

Diante das evidências, o delegado Guilherme Berto Nascimento Fachinelli, o delegado representou pelas ordens de prisão temporária e busca e apreensão domiciliar contra o suspeito, as quais foram cumpridas, na terça-feira (21). Na casa do suspeito, os policiais apreenderam a faca, possivelmente utilizada no crime.

De acordo com o delegado, o rápido esclarecimento do crime, com a identificação do suspeito foi possível graças ao pronto atendimento dos policiais civis da 1ª DP-VG no local de crime. “É um trabalho diferenciado, exclusivo da 1ª DP-VG para atendimento de tentativas de homicídio, que garante agilidade das investigações e trazendo mais efetividade na elucidação dos casos”, disse o delegado.