Assembleia analisa projeto que institui Semana da Cultura Evangélica em Mato Grosso
http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/thumbnail-for-340407.jpg
Politica MT
eyJfb3JpZ2luYWxfdXJsIjoiaHR0cHM6XC9cL3d3dy5hbC5tdC5nb3YuYnJcL21pZGlhXC90ZXh0b1wvYWwtYW5hbGlzYS1wcm9qZXRvLXF1ZS1pbnN0aXR1aS1zZW1hbmEtZGEtY3VsdHVyYS1ldmFuZ2VsaWNhLW5vLW1hdG8tZ3Jvc3NvXC92aXN1YWxpemFyIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfb3JpZ2luYWxfbGluayI6Im5vIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfb3JpZ2luX2xvZ28iOiIiLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9vcmlnaW5fbG9nb19saW5rIjoiIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfY2Fub25pY2FsX2xpbmsiOiJubyIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX2ZvbnRlIjoiRm9udGU6IEFMTVQifQ==

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

Está em discussão na Assembleia Legislativa o Projeto de Lei nº 455/2019, cujo objetivo é instituir a Semana Estadual da Cultura Evangélica no Estado de Mato Grosso. A propositura é de autoria do deputado Romoaldo Júnior (MDB), que considera importante destacar a religião e os ensinamentos de Jesus Cristo acerca do amor ao próximo e a família . O texto prevê que a Semana da Cultura Evangélica seja realizada na última semana do mês de setembro.

O objetivo é divulgar a cultura da lei de Cristo, mediante a realização de encontros e eventos, a fim de mais união e caminhos idênticos nas ações, de sorte a proporcionar palestras temáticas, shows, feiras, gincanas e atividades esportivas – no decorrer da referida semana.

O parlamentar lembrou que por meio da Lei Federal n° 12.328/2010, foi instituído o Dia Nacional do Evangélico, no dia 30 de novembro. Entretanto, a data é celebrada em dias diferentes, de acordo com a região e cidade do Brasil. Em 30 de novembro, por exemplo, é comemorado pelos evangélicos do Distrito Federal, que consideram o Dia do Evangélico como um feriado, a partir da Lei Distrital nº 963/1995. Já no estado de Rondônia, também é feriado e a data é celebrada em 18 de junho, sendo definida pela Lei Estadual nº 1.026/2001.

Em Cuiabá, o Dia do Evangélico é celebrado em 31 de agosto e é considerado apenas ponto facultativo. Na avaliação de Romoaldo, a comunidade evangélica realiza um trabalho diferenciado a custo zero para o poder público. Diante disso, considera mais que justificável a homenagem.

“Os evangélicos representam 22% da população brasileira. Realizam um trabalho espiritual e social de fundamental importância na sociedade”, conclui.

.