Polícia conclui que houve preconceito por parte de Paula e campeã será indiciada
http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/thumbnail-for-325587.jpg
Entretenimento
eyJfb3JpZ2luYWxfdXJsIjoiaHR0cDpcL1wvZ2VudGUuaWcuY29tLmJyXC9nZW50ZS5pZy5jb20uYnJcL2JiYlwvMjAxOS0wNC0xOFwvcG9saWNpYS1jb25jbHVpLXF1ZS1ob3V2ZS1wcmVjb25jZWl0by1wb3ItcGFydGUtZGUtcGF1bGEtZS1jYW1wZWEtc2VyYS1pbmRpY2lhZGEuaHRtbCIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX29yaWdpbmFsX2xpbmsiOiJ5ZXMiLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9vcmlnaW5fbG9nbyI6Imh0dHA6XC9cL3d3dy51cmdlbnRlbmV3cy5jb20uYnJcL3dwLWNvbnRlbnRcL3VwbG9hZHNcLzIwMThcLzAxXC9sb2dvLWlnLWZ3LnBuZyIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX29yaWdpbl9sb2dvX2xpbmsiOiJodHRwczpcL1wvd3d3LmlnLmNvbS5iclwvIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfY2Fub25pY2FsX2xpbmsiOiJ5ZXMiLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9mb250ZSI6IkZvbnRlOiBJRyBHRU5URSJ9

Após ouvir os últimos envolvidos no caso e analisar as imagens do “BBB 19”, a Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (DECRADI) concluiu nesta quinta-feira (18) que houve preconceito por parte de Paula von Sperling contra Rodrigo França e que, por isso, a campeã do reality show da Globo será indiciada.

Leia também: Juliana Paes cita Chico Xavier ao rebater crítica por foto ao lado de Paula


Paula
Divulgação / TV Globo

Paula Sperling durante o “BBB 19”

Leia também: Hana confirma que chamou Paula de racista e contesta imprensa brasileira

Segundo o delegado Gilbert Stivanello na próxima quarta-feira (24), o Inquérito Policial será enviado à Justiça que irá avaliar o caso entre os ex-participantes do ” BBB 19 “. Existe a possibilidade de um processo criminal em andamento. 

Leia também: Campeã do “BBB 19” chega em sua cidade com Audi de R$ 290 mil

“Após a oitiva dos envolvidos, análise de vídeo e demais diligências realizadas, concluiu-se pela ocorrência de injúria por preconceito (art. 140 §3º do Código Penal), que acarretou o indiciamento de Paula von Sperling Viana. A Polícia Civil se pauta pelo respeito à liberdade de expressão, mas destaca que, por meio desta, não se pode violar a dignidade da pessoa humana, repudiando todo e qualquer ato ofensivo à religião, etnia, orientação sexual, procedência geográfica, etc do próximo”, diz a nota referente ao caso envolvendo os participantes do “
BBB 19 “, da
Globo
.