PM leva palestra sobre violência contra a mulher para trabalhadores de empresas
http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/thumbnail-for-314856.jpg
Mato Grosso
eyJfb3JpZ2luYWxfdXJsIjoiaHR0cDpcL1wvd3d3Lm10Lmdvdi5iclwvd2ViXC9wbVwvLVwvMTE1MjA1NjgtcG0tbGV2YS1wYWxlc3RyYS1zb2JyZS12aW9sZW5jaWEtY29udHJhLWEtbXVsaGVyLXBhcmEtdHJhYmFsaGFkb3Jlcy1kZS1lbXByZXNhcyIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX29yaWdpbmFsX2xpbmsiOiJubyIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX29yaWdpbl9sb2dvIjoiIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfb3JpZ2luX2xvZ29fbGluayI6IiIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX2Nhbm9uaWNhbF9saW5rIjoibm8iLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9mb250ZSI6IkZvbnRlOiBHT1YgTVQifQ==

Foram realizadas nesta quarta-feira (27.03), na região do Distrito Industrial, palestras orientativas sobre violência contra a mulher, promovidas pela coordenadoria de Polícia Comunitária e Direitos Humanos da PM. A iniciativa vem para estreitar a parceria entre a corporação e a Associação das Empresas do Distrito Industrial de Cuiabá (Aedic). 

Responsável por ministrar as palestras, a coordenadora de Polícia Comunitária e Direitos Humanos da PM, tenente-coronel, Grazielle Bugalho, explica que o objetivo é discutir a importância de combater a violência contra a mulher e mostrar os mecanismos atuais de proteção nas unidades da segurança pública, e também os canais na Defensoria Pública, Ministério Público e Poder Judiciário.

“Contamos com colaboradores das empresas que são essências, pois influenciam seus trabalhadores e o meio onde vivem, e juntos podemos mudar a sociedade. A iniciativa conta com parceiros como a Aedic”.

Cerca de 100 trabalhadores, entre homens e mulheres, de empresas dos setores de vendas de maquinários, eletrodomésticos e de distribuição de alimentos, já receberam a visita dos policiais. No encontro que dura em média de 30 minutos, é abordada a Lei Maria da Penha , as várias formas de violência doméstica e a importância de denunciar as agressões.

Sensível ao tema, a empresária e presidente da Aedic, Margareth Buzetti, disse que pretende ajudar a mudar o olhar da sociedade, com a conscientização. “Está sendo muito importante para nós, da Aedic e associados, falarmos sobre violência contra a mulher no ambiente trabalho. A maior parte do nosso público é formada por homens e ao falar com eles sobre a violência contra a mulher, podemos sensibilizá-los”, destaca Buzetti.  

A Polícia Militar realiza palestras educativas sobre violência contra mulher nas escolas estaduais e Centros de Educação para Jovens e Adultos (Ceja), e já estuda possibilidades para novas parcerias com a iniciativa privada, como forma de conscientizar e prevenir a prática de crimes contra a mulher no Estado.