PF faz operação contra tráfico de drogas pelo WhatsApp em SP e outros 4 estados
http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/thumbnail-for-296025.jpg
Nacional
eyJfb3JpZ2luYWxfdXJsIjoiaHR0cDpcL1wvdWx0aW1vc2VndW5kby5pZy5jb20uYnJcL3VsdGltb3NlZ3VuZG8uaWcuY29tLmJyXC9icmFzaWxcLzIwMTktMDItMTJcL3RyYWZpY28tZHJvZ2FzLXJlZGVzLXNvY2lhaXMuaHRtbCIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX29yaWdpbmFsX2xpbmsiOiJ5ZXMiLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9vcmlnaW5fbG9nbyI6Imh0dHA6XC9cL3d3dy51cmdlbnRlbmV3cy5jb20uYnJcL3dwLWNvbnRlbnRcL3VwbG9hZHNcLzIwMThcLzAxXC9sb2dvLWlnLWZ3LnBuZyIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX29yaWdpbl9sb2dvX2xpbmsiOiJodHRwczpcL1wvd3d3LmlnLmNvbS5iclwvIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfY2Fub25pY2FsX2xpbmsiOiJ5ZXMiLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9mb250ZSI6IkZvbnRlOiBJRyBOYWNpb25hbCJ9

Polícia Federal deflagra operação para conter tráfico de drogas pelas redes sociais; negociação era feita no WhatsApp
Divulgação/Polícia Federal

Polícia Federal deflagra operação para conter tráfico de drogas pelas redes sociais; negociação era feita no WhatsApp

Com o objetivo de desarticular uma organização criminosa que negociava drogas por meio de uma rede social, a Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (12), a Operação Dealer. Ao todo, serão cumpridos 10 mandados de prisão temporária e outros 10 mandados de busca e apreensão em cidades de São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Sergipe e Minas Gerais.

As investigações indicam que o grupo responsável pelo mural atuava de forma organizada, com membros agindo com funções distintas, sujeitas a um comando centralizado.

Em 2018, começou o inquérito policial após a área de inteligência de a Polícia Federal identificar a atuação de um grupo que usava uma rede social para comercializar virtualmente drogas, como maconha, MDMA e LSD.

Os investigados serão indiciados pela prática de crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas, com penas de 3 anos a 15 anos de prisão e multa.

Os mandados foram expedidos, a pedido da PF, pela 4ª Vara Criminal Federal de São Paulo nas cidades paulistas de Indaiatuba, Casa Branca, Osvaldo Cruz, Bauru e Birigui. Também houve diligências em Aracaju, Florianópolis, Curitiba e Divinópolis (MG).

* Com informações da Agência Brasil.