Detentas sofrem queimaduras em incêndio em presídio de Porto Alegre
http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/thumbnail-for-295868.jpg
Internacional
eyJfb3JpZ2luYWxfdXJsIjoiaHR0cDpcL1wvdWx0aW1vc2VndW5kby5pZy5jb20uYnJcL2JyYXNpbFwvMjAxOS0wMi0xMVwvcHJlc2lkaW8tbWFkcmUtcGVsbGV0aWVyLXBvcnRvLWFsZWdyZS5odG1sIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfb3JpZ2luYWxfbGluayI6InllcyIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX29yaWdpbl9sb2dvIjoiaHR0cDpcL1wvd3d3LnVyZ2VudGVuZXdzLmNvbS5iclwvd3AtY29udGVudFwvdXBsb2Fkc1wvMjAxOFwvMDFcL2xvZ28taWctZncucG5nIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfb3JpZ2luX2xvZ29fbGluayI6Imh0dHBzOlwvXC93d3cuaWcuY29tLmJyXC8iLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9jYW5vbmljYWxfbGluayI6InllcyIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX2ZvbnRlIjoiRm9udGU6IElHIE11bmRvIn0=

O Presídio Madre Pelletier foi palco de incêndio neste final de semana; o fogo teria sido provocado por uma briga entre detentas
Wikimedia Commons

O Presídio Madre Pelletier foi palco de incêndio neste final de semana; o fogo teria sido provocado por uma briga entre detentas

O Presídio Feminino Madre Pelletier, em Porto Alegre no Rio Grande do Sul, pegou fogo na manhã de domingo (10). Duas detentas sofreram queimaduras no corpo e estão internadas em hospitais públicos da capital gaúcha em estado grave. O incêndio teria sido provocado por elas.

Leia também: Bolsonaro concede indulto humanitário a presos com doenças graves

De acordo com a Superintendência Estadual dos Serviços Penitenciários (Susepe), as duas mulheres dividiam uma cela no Presídio Madre Pelletier e teriam se desentendido. Durante a briga, uma delas teria ateado fogo no colchão da outra, o que teria provocado o incêndio.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, uma delas, de 37 anos, teve queimaduras em 60% do corpo e foi transferida para um hospital de referência neste tipo de atendimento, o Hospital Cristo Redentor. A outra mulher teve cerca de 30% do corpo atingido pelas chamas e está internada no Hospital Pronto Socorro. Ambas respiram com a ajuda de aparelhos.

Leia também: Internado sob escolta, preso se joga da janela de hospital no ABC Paulista

Outras 19 detentas e dois agentes penitenciários também tiveram que ser levados ao Hospital Pronto Socorro para atendimento por terem inalado fumaça. Todos foram liberados poucas horas depois, e não tiveram ferimentos.

Uma sindicância interna será instaurada para apurar o caso. A Polícia Civil também vai iniciar um inquérito policial. As duas detentas envolvidas na confusão devem prestar depoimento assim que forem liberadas pelos médicos.

O fogo começou por volta de 11h e foi rapidamente controlado pelos próprios agentes penitenciários. O Corpo de Bombeiros não chegou a atuar para apagar o incêndio . Posteriormente, o Departamento de Segurança e Execução Penal (Desep) esteve no local cuidando da situação.

Leia também: Detento que matou ex-esposa dentro do presídio premeditou crime, diz polícia

O Presídio Madre Pelletier é um presídio estadual feminino localizado no bairro de Teresópolis, na região sul de Porto Alegre, capital gaúcha. A casa prisional tem capacidade para 241 detentas e, em agosto de 2018, abrigava 214 mulheres, conforme os últimos dados da Susepe.