Governo do Rio de Janeiro vai colocar PMs armados dentro de escolas públicas
http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/thumbnail-for-295595.jpg
Nacional
eyJfb3JpZ2luYWxfdXJsIjoiaHR0cDpcL1wvdWx0aW1vc2VndW5kby5pZy5jb20uYnJcL3BvbGl0aWNhXC8yMDE5LTAyLTExXC9nb3Zlcm5vLWRvLXJpby1wbXMtZXNjb2xhcy5odG1sIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfb3JpZ2luYWxfbGluayI6InllcyIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX29yaWdpbl9sb2dvIjoiaHR0cDpcL1wvd3d3LnVyZ2VudGVuZXdzLmNvbS5iclwvd3AtY29udGVudFwvdXBsb2Fkc1wvMjAxOFwvMDFcL2xvZ28taWctZncucG5nIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfb3JpZ2luX2xvZ29fbGluayI6Imh0dHBzOlwvXC93d3cuaWcuY29tLmJyXC8iLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9jYW5vbmljYWxfbGluayI6InllcyIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX2ZvbnRlIjoiRm9udGU6IElHIE5hY2lvbmFsIn0=

Nova medida do governo do Rio será paga com recursos da Secretaria de Educação
Reprodução/Wikipedia

Nova medida do governo do Rio será paga com recursos da Secretaria de Educação

O governo do Rio de Janeiro quer colocar policiais militares armados dentro das escolas municipais e estaduais. Inicialmente, 40 escolas vão receber a nova medida, paga com recursos da Secretaria de Educação. 

Leia também: Ministro da Educação dança frevo em público durante visita ao Recife; assista 

A iniciativa será bancada por meio do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis), vindo da Secretaria de Educação do governo do Rio . Os PMS deverão manifestar interesse voluntariamente e poderão receber uma gratificação para trabalhar nas escolas nos períodos em que estariam de folga.

A ideia é que a medida tenha início em julho. De acordo com o secretário de educação, Pedro Fernandes, o pedido para que haja patrulhamento nos colégios foi feito por diretores. A lista das escolas ainda não foi divulgada.

“Essa foi uma das demandas que recebi durante minhas visitas a colégios. Vamos juntar esses diretores e, trabalhando em conjunto com a PM , avaliar e definir onde é possível realizar a alocação dos policiais. Inicialmente, estamos trabalhando com um número de 40 escolas”, afirmou, em entrevista ao jornal O Globo

Leia também: Brasil viu total de alunos matriculados baixar 1,3 milhão no ano passado

Fernandes ainda disse que não há previsão sobre quantos agentes ficarão responsáveis pelo policiamento. “Não sabemos o efetivo exato e nem o montante que será investido. Isso depende de uma série de variáveis, como carga horária e até do número de participantes que vão aderir ao programa”, informou. 

De acordo com o secretário da Polícia Militar, Rogério Figueredo, o objetivo do governo é unir mais os policiais aos estudantes. “Aproximar o policial militar dos estudantes é um fator de grande relevância, já que as facções criminosas procuram cooptar jovens, especialmente nas áreas periféricas. É importante que uma criança ou um adolescente tenha como referência a figura do policial e não a de um criminoso”, disse. 

Leia também: Uma em cada três matérias é dada por professor sem formação específica, diz Inep

A iniciativa de colocar policias militares dentro das escolas já chegou a ser implantada pelo governo do Rio em 2012, mas acabou suspensa por falta de recursos.