Mulher que integrava quadrilha que atuava em Sapezal foi presa em Sorriso
http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/2018/01/2-41.jpg
Policial
eyJfb3JpZ2luYWxfdXJsIjoiaHR0cDpcL1wvd3d3LnBqYy5tdC5nb3YuYnJcL25vdGljaWEucGhwP2lkPTE5NDIxIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfb3JpZ2luYWxfbGluayI6Im5vIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfb3JpZ2luX2xvZ28iOiIiLCJfd3BfY3Jhd2xlcl9zY2hlZHVsZV9vcmlnaW5fbG9nb19saW5rIjoiIiwiX3dwX2NyYXdsZXJfc2NoZWR1bGVfY2Fub25pY2FsX2xpbmsiOiJubyIsIl93cF9jcmF3bGVyX3NjaGVkdWxlX2ZvbnRlIjoiRm9udGU6IFBKQyBNVCJ9

Assessoria | PJC-MT

Uma mulher acusada de integrar uma quadrilha que atuava no cometimento de crimes na cidade de Sapezal teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Judiciária Civil, na sexta-feira (08.02) em ação do Núcleo de Defesa da Mulher e Crimes Sexuais de Sorriso (442 km a Oeste).

Foragida da Justiça, Kamila de Paula Fontanelli Garcia, estava com mandado de prisão decretado pela Vara Única da cidade de Sapezal por envolvimento em diversos crimes, entre eles associação criminosa e tráfico de drogas.

Após trabalho de monitoramento realizado pelos investigadores do Núcleo de Defesa da Mulher de Sorriso, a suspeita foi localizada em casa, no bairro Jardim Amazonas, onde teve o mandado de prisão cumprido.

A decisão judicial ordenava que qualquer dispositivo móvel que fosse encontrada com a suspeita deveria ser apreendido, uma vez que ela é investigada e foi denunciada pelo Ministério Público por atuar junto ao grupo criminoso.