Senado lança podcast que conta a história do Brasil

11

O Senado acaba de lançar um podcast sobre a história do Brasil. Trata-se do Arquivo S, que recorre aos discursos e projetos de lei dos senadores de diversas épocas para reconstituir o passado nacional. Um episódio novo será levado ao ar todo dia 15.

Para escutar a nova série, basta fazer uma busca em algum aplicativo de podcast ou de streaming de música (como Deezer ou Spotify) com as expressões “Arquivo S” e “Senado”.

Dois episódios já podem ser ouvidos: um sobre o palácio onde viveram os imperadores dom Pedro I e dom Pedro II, que mais tarde seria transformado no Museu Nacional, e outro a respeito da epidemia de gripe espanhola de 1918, que devastou o Brasil e chegou a matar o presidente eleito, Rodrigues Alves. O terceiro episódio, que será lançado no próximo dia 15, contará a história da primeira senadora do país.

A matéria-prima do Arquivo S sai do acervo do Arquivo do Senado, que guarda os documentos oficiais produzidos pelo Parlamento nos últimos dois séculos. A equipe de locutores da Rádio Senado utiliza esses papéis históricos para dar vida aos senadores do Império e da República.

— Um dos diferenciais do podcast Arquivo S é mostrar o passado do Brasil de maneira informal. vibrante e até lúdica, mas sem perder o rigor histórico — afirma o jornalista Ricardo Westin, da Agência Senado, um dos responsáveis pelo Arquivo S.

— Agrada tanto aos estudantes que se preparam para as provas de história quanto às pessoas que simplesmente querem entender melhor o nosso passado — acrescenta o publicitário Tarso Rocha, que faz parte do Núcleo de Mídias Sociais da Secretaria de Comunicação (Secom) e também produz o podcast.

O podcast Arquivo S é resultado de uma parceria entre a Agência Senado, a Rádio Senado, o Núcleo de Mídias Sociais e o Arquivo do Senado. O novo produto deriva do Arquivo S que desde 2014 é mensalmente publicado em forma de reportagens no Portal Senado Notícias e anualmente compilado em livro.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Agência Senado