Educação e Direitos Humanos unidos no combate à violência contra a mulher

7
Palestra de Marcia Medeiros- Assessoria de direitos humanos. Curitiba, 04/12/2019. Foto: Lucilia Guimarães/SMCS

Nesta quarta-feira (4/12), a Assessoria de Direitos Humanos – Políticas para Mulher, a Secretaria Municipal da Educação e o Programa Transformando Realidades – Equidade na Educação promoveram uma capacitação para profissionais de escolas municipais e CMEIs. A palestra “Ações de enfrentamento às violências contra a mulher” foi ministrada pela técnica da Delegacia da Mulher Gleri Mangger.

A palestra faz parte de uma programação de 21 dias de ativismo e enfrentamento à violência contra a mulher (de 25/11 a 10/12), com o objetivo de formar multiplicadores de informações e de canais de denúncias.

“Quando sofre violência psicológica, a mulher não dá muita atenção, às vezes pensa que é brincadeira. Mas isto causa dano emocional, diminui a autoestima e é só o começo. A violência é progressiva, nunca regride”, explicou Gleri.

Segundo a responsável pela Coordenadoria de Equidade, Família e Rede de Proteção (Cefar), Carla Trisotto, é preciso prevenir mulheres e meninas e promover o conhecimento. A Cefar foi criada nesta gestão para possibilitar um diálogo constante sobre assuntos sensíveis e de extrema importância para a educação e segurança da mulher.

O evento reuniu profissionais de 92 unidades educacionais (46 escolas e 46 CMEIs) incluídas no programa Transformando Realidades – Equidade na Educação. A Assessoria de Direitos Humanos – Política para Mulher entregará a essas multiplicadoras seis mil livros da campanha Vire a Página. A publicação, que será distribuída nos CMEIS e em escolas municipais, contém explicações sobre os tipos de violência e os endereços para denúncias.

Fonte: Prefeitura Municipal de Curitiba - PR