MPDFT realiza encontro com profissionais que trabalham com idosos institucionalizados

5
source

MPDFT realiza encontro com profissionais que trabalham com idosos institucionalizados

<!– Social Share Buttons | Powered by Web Agency –>

<!– Social Share Buttons | Powered by Web Agency –>

Evento reuniu Central Judicial do Idoso, Vigilância Sanitária, Conselho dos Direitos do Idoso no DF e instituições de longa permanência (ILPIs)

191119 idosos aproximacao ed 5676 600 x 400Para promover a aproximação e a troca de experiências entre profissionais que trabalham com idosos institucionalizados, foi realizado encontro com Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs), no Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), nesta terça-feira, 19 de novembro. Atualmente, o DF conta com 26 instituições privadas e conveniadas que recebem idosos como uma das alternativas de cuidados não-familiares.

De iniciativa da Promotoria de Justiça de Defesa do Idoso (Projid), o evento contou com a participação de representantes da Central Judicial do Idoso, da Vigilância Sanitária, do Conselho dos Direitos do Idoso no DF e das instituições de longa permanência. A promotora de Justiça Maércia Correia de Mello falou sobre a complexidade dos problemas enfrentados pelos idosos, independente de raça, gênero ou classe social. Para ela, “a defesa dos interesses dos idosos só é possível com uma ampla rede de apoio”.

Três palestras fizeram parte da programação. Na primeira, o geriatra Einstein Camargos falou sobre o “Envelhecimento no Brasil – o que tenho a ver com isso?”. Em seguida, o especialista em Vigilância em Saúde Ambiental José Belarmino da Gama Filho apresentou para o público palestra com o tema “Boas práticas no gerenciamento de resíduos dos serviços de saúde”. A especialista em Saúde Coletiva da Vigilância Sanitária do DF Maria das Graças Machado Britto encerrou as atividades falando sobre o Programa do Trabalho Institucional.

“A aproximação promovida pelo Ministério Público com todos os profissionais que trabalham com idosos institucionalizados é importante para trocar experiências, promover intercâmbio de conhecimentos, difundir novas ideias e ampliar a rede de proteção”, destacou a promotora de Justiça sobre a este primeiro encontro. O grupo deverá se reunir periodicamente para dar sequência ao trabalho.

Conheça a cartilha “Pessoa idosa: direitos, dicas e informações”

Violência contra a pessoa idosa: 60% dos casos são de negligência e violência psicológica 

Fonte: MP DF