Procon Vitória: projeto que incentiva empreendedorismo feminino é premiado

7
source

Reconhecimento. Essa era a palavra mais comemorada entre os idealizadores e apoiadores do projeto “Fazendo Arte”, de empreendedorismo feminino voltado para qualificação, produção e comercialização de produtos e serviços no território do Centro.

Ele foi um dos 10 trabalhos escolhidos pela comissão técnica da Fundação Vale, por meio do Edital Reconhecer, para receber aporte financeiro para ampliação das ações, através da implantação da oficina de Estamparia Botânica.

O projeto é desenvolvido pela Organização da Sociedade Civil (OSC) Bem Brasil, com apoio do Procon Vitória e da Gerência de Qualificação do Trabalhador, da Secretaria de Cidadania, Direitos Humanos e Trabalho (Semcid).

Ao todo, 178 projetos estavam inscritos, sendo 44 de “Geração de Trabalho e Renda”, categoria inscrita pelo Fazendo Arte, único do município de Vitória. A Comissão Avaliadora selecionou 20 finalistas para participar da votação popular no site da Fundação Vale.

Para o secretário de Cidadania, Direitos Humanos e Trabalho, Bruno Toledo, a indicação é mais uma demonstração de que a Semcid está desenvolvendo suas politicas públicas de acordo com as demandas da sociedade local, antenada com os valores globais de sustentabilidade ambiental, geração de renda e empregabilidade. “Estamos apoiando iniciativas de garantia de direitos humanos e garantia da dignidade de dezenas de mulheres”.

“O Fazendo Arte foi selecionado pelos critérios técnicos. O que nos deixa ainda mais emocionados e felizes com o apoio que demos à iniciativa. Este é mais um trabalho que reforça a ação do Procon Vitória de educação para o consumo consciente, responsável e sustentável e promoção de relações consumeristas mais humanas, justas e igualitárias”, comemora a gerente do Procon Vitória, Herica Correa Souza.

A gerente de Qualificação do Trabalhador, Fabiana Oliveira, entende que a premiação reflete a seriedade, a eficiência, a responsabilidade e o comprometimento do trabalho desenvolvido, explicitado na adesão e protagonismo das mulheres envolvidas no projeto.

Para a representante do Instituto Bem Brasil, Mônica Rezende, o resultado representa o reconhecimento do trabalho que está sendo desenvolvido. “Ganhamos a possibilidade de ampliar e fortalecer as ações já desenvolvidas pelas mulheres participantes do projeto Fazendo Arte, podendo adquirir materiais permanentes e realizar novas formações, para implantação de uma técnica inovadora no Estado: a estamparia botânica. Uma técnica toda natural, que contribui para a preservação do meio ambiente e para a sustentabilidade”, comentou.

Fonte: Prefeitura Municipal de Vitória ES