Chuvas no Espírito Santo deixam 91 desalojados; uma pessoa morreu

8

As fortes chuvas que caem no Espírito Santo desde o início da semana já deixaram 91 pessoas desalojadas e quatro desabrigadas. Até o momento, seis pessoas ficaram feridas e uma morreu. Vários municípios enfrentam problemas de alagamentos e deslizamento de terra. Ruas estão alagadas e estradas estão interditadas. O Corpo de Bombeiros do estado informou que está com Plano de Emprego em Alerta Máximo. Prefeituras e os bombeiros alertam a população para as chuvas, que devem continuar neste fim de semana.

A prefeitura de Santa Leopoldina decretou situação de emergência no município. O Rio Santa Maria da Vitória aumentou seu nível, deixando ruas alagadas, bem como a rodovia ES-080. Uma família foi vítima de um deslizamento de terra. A mãe e o filho foram resgatados com vida, mas o pai faleceu.

No município de Alegre, 119 casas foram atingidas, sendo que 24 pessoas estão desalojadas. O segundo pavimento de uma escola foi interditado, em virtude do telhado ter sido arrancado pelo vendaval. Segundo a prefeitura, não há registro de feridos. Em boletim divulgado hoje, a prefeitura emitiu alerta máximo para novas tempestades no fim de semana.

Em Domingos Martins, 12 casas estão interditadas e 32 pessoas estão desalojadas. Não há feridos nem vítimas fatais no município. No início da manhã de hoje (14) houve um deslizamento de terra na garagem da prefeitura, sem vítimas. O deslizamento carregou uma motoniveladora, uma retroescavadeira e um caminhão-pipa. Segundo a assessoria de comunicação da prefeitura, o estado de emergência será decretado ainda hoje.

Em Cariacica, uma casa desabou. O Corpo de Bombeiros resgatou um homem de 43 anos, com escoriações; uma mulher de 37 anos, com suspeita de fratura no fêmur; e um adolescente de 14 anos, com escoriações leves. Todos foram encaminhados ao hospital. Segundo a prefeitura, o grande volume de chuvas iniciadas na última terça-feira (12) passou dos 115mm até o momento. A média na cidade para o mês de novembro é de 165mm.

Em Vitória, seis imóveis foram interditados por risco de desabamento. Dezessete pessoas estão desalojadas, hospedadas em casas de parentes. A Defesa Civil local monitora as áreas de risco, verificando a possibilidade de movimentação de solo. Vitória tem 25 áreas de risco, que englobam 6,6 mil pessoas, nos bairros Morro do Macaco, Jaburu, Jucutuquara, Santos Dumont, Rio Branco, Fradinhos, Cruzamento, Morro Grande, Romão, Forte São João, Fonte Grande, Piedade, Moscoso, Quadro, Alto Caratoíra, Alagoano, Bela Vista, Jesus de Nazareth, Inhanguetá, São José, Santa Helena, Conquista, Comdusa, Morro da Capixaba, Redenção e Santa Martha.

As fortes chuvas dos últimos dias também provocaram estragos em Marechal Floriano. Até o momento são 24 pessoas desalojadas e 20 pontos de desabamento. Além disso, várias ruas estão alagadas e quase todas as estradas do interior do município foram bloqueadas. A prefeitura da cidade emitiu um alerta preventivo, pedindo para que os moradores próximos ao Córrego Batatal, pois existe risco de rompimento de uma barragem localizada no bairro Quinta dos Lagos. A prefeitura do município alerta a população para a continuação das chuvas neste fim de semana.

Edição: Liliane Farias
Fonte: EBC Geral