Polícia Civil prende suspeito em Cáceres em posse de veículo roubado em Primavera do Leste

6

Assessoria | PJC-MT

Um veículo roubado na cidade de Primavera do Leste (231 km ao Sul de Cuiabá) foi recuperado pela Polícia Judiciária Civil, na manhã desta quinta-feira (07.11), em ação realizada pela Delegacia Especializada de Fronteira (Defron) em Cáceres (228 km a Oeste).

O crime ocorreu na noite de quarta-feira (06), por volta das 21h30, em Primavera do Leste. Na ocasião, as vítimas estavam no veículo Toyota Corolla quando foram abordadas por quatro homens, que estavam em Volkswagem Gol, danificado.

Em posse de uma arma tipo pistola, os suspeitos anunciaram o assalto e um dos criminosos assumiu o controle da direção e fugiu com o veículo.. As vítimas foram amarradas e mantidas em cárcere privada, em uma região de mata, até a madrugada seguinte, sendo mantidas sob vigilância de dois homens armados.

Ao amanhecer, os criminosos receberam uma ligação informando que o veículo havia chegado ao destino, ocasião em que liberaram as vítimas. Além do veículo, foi subtraído durante o assalto R$ 4,5 mil em dinheiro, relógios, celulares, corrente de ouro e carteira.

Nesta quinta-feira (07), a equipe da Defron realizava diligências no bairro Bem Viver, em Cáceres, quando avistou no interior de um lote, um veículo Toyota Corolla, incompatível com local onde se encontrava. Em checagem, foi constatado que o veículo era produto do roubo ocorrido em Primavera do Leste.

Em buscas na residência, os policiais aprenderam um revólver tipo caneta (artesanal), calibre 22, com uma munição do mesmo calibre, 04 munições calibre 38, um pé de maconha, um aparelho celular, uma máscara balaclava, além de realizarem a recuperação do Toyota Corolla.

Diante das evidências, o suspeito foi conduzido a Defron, onde após interrogado foi autuado em flagrante pelos crimes de receptação, posse ilegal de arma de fogo de uso permitido e tráfico de drogas. Após todos os procedimentos, os presos foram encaminhados para audiência de custódia, ficando à disposição da Justiça.

 

Fonte: PJC MT