Pela primeira vez, Brasil vota a favor de embargos dos EUA contra Cuba

9
source
Donald Trump e Jair Bolsonaro arrow-options
Presidência da República/ Alan Santos

Mudança de posição do Brasil visa aproximação com os EUA

Durante a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), realizada nesta quinta-feira (7), o Brasil votou a favor do embargo econômico e comercial que os Estados Unidos promovem contra  Cuba  desde 1962. Medida segue a linha de ações planejadas pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) para aproximar o Brasil dos EUA.

Leia também: Homem desaparecido tem morte confirmada após mão dele ser encontrada em tubarão

A medida é votada durante a Assembleia Geral da ONU há 28 anos. E, mais uma vez, foi aprovada pela maioria dos votantes: 187 votos a favor e apenas três contra. Colômbia e Ucrânia se abstiveram na decisão. Além do Brasil e dos EUA, apenas Israel votou a favor da manutenção dos embargos.

Apesar do peso político da votação, os efeitos práticos da decisão são poucos, já que apenas o Congresso dos EUA tem o poder de revogar o embargo.

Leia também: Homem mata, esquarteja e enterra corpo de mochileira que conheceu por aplicativo

Além da votação a favor dos embargos, Bolsonaro  já insinuou que planejava seguir os passos do presidente Donald Trump e deixar o Acordo de Paris, além de mudar a embaixada brasileira em Israel de Tel-Aviv para Jerusalém, medida que não foi pra frente.

Fonte: IG Mundo