Estátuas de índios da Amazônia são roubadas de igreja em Roma e jogadas em rio

9
source
O vídeo mostra estátuas sendo arremessadas no Rio Tigre arrow-options
Youtube/Reprodução

O vídeo mostra estátuas sendo arremessadas no Rio Tigre


 Estátuas indígenas expostas em uma igreja de Roma, que foram entregues no Sínodo dos Bispos na Amazônia, foram roubadas na última segunda-feira (21) e jogadas no Rio Tibre por ultraconservadores . A ação foi filmada com uma câmera e divulgada no YouTube . Assista:



Nos quatro minutos de vídeo, é possível ver uma pessoa entrar na igreja de Santa Maria in Traspontina, a 400 metros do Vaticano, e pegar imagens de Pachamama,  que significa  “Mãe Terra” em algumas culturas indígenas.

Leia também: Papa pede respeito a indígenas em abertura de Sínodo da Amazônia

Em seguida, um homem coloca as estátuas em uma ponte sobre o Tibre e as atira na água. O vídeo chama “Pachamama idols thrown into the Tiber river!”, que significa, em português, “Ídolos de Pachamama jogados no Rio Tibre!”. Vários comentários apoiaram o gesto do autor do episódio, que se identifica no youtube como Michael Del Bufalo.


Em um segundo vídeo, o autor explica o motivo de sua revolta:

“Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, sua bendita Mãe, e todos que seguem a Cristo, estão sendo atacados por membros de nossa própria Igreja. Nós não aceitamos isso! Não ficamos mais em silêncio! Começamos a agir AGORA! Por amarmos a humanidade, não podemos aceitar que pessoas de uma determinada região não sejam batizadas e, portanto, estão sendo negadas a entrada no céu. É nosso dever seguir as palavras de Deus como nossa santa Mãe fez. Não existe um segundo caminho de salvação”. O comentário encontra-se na descrição do vídeo.

O Vaticano condenou como “gesto desafiador” o roubo de estátuas indígenas. No Sínodo, o papa já enfrentava críticas e disse não aceitar “palavras ofensivas” contra os nativos rejeitando as “colonizações ideológicas” destrutivas ou redutoras.

Fonte: IG Mundo