Sofre com cãibras? Saiba as causas e o que você deve fazer para acabar com a dor

16

As cãibras são contrações musculares involuntárias dolorosas e aparecem quando a gente menos espera. Em geral, elas surgem durante ou depois da atividade física, após um período prolongado de uma região do corpo na mesma posição, quando há tensão muscular e até mesmo em casos de desidratação.

Leia também: Conheça a síndrome da bunda morta, problema que afeta o glúteo médio

cãibras arrow-options
shutterstock

As cãibras, contrações musculares involuntárias que causam fortes dores, podem surgir quando a gente menos espera

Mesmo que as cãibras sejam mais comuns nas panturrilhas, elas podem acontecer em outras partes, como pés, mãos e, em casos mais raros, pescoço e abdômen. “Em algumas situações, se a região do corpo estiver estática por muito tempo, pode desencadear a cãibra”, destaca Jecilene Rosana Costa Frutuoso, fisioterapeuta e doutora em Saúde pela UNIFESP. 

A especialista explica que, quando a cãibra vem à tona, é importante observar que o organismo está “avisando” que tem alguma coisa em desequilíbrio, como a reposição dos sais minerais (sódio, potássio e magnésio) e a ingestão de água. “Quando provoca dores duradouras e persistentes, deve-se passar em consulta médica para avaliação e intervenção”, diz. 

As contrações musculares também podem ocorrer durante o sono, nos últimos meses da gravidez e em casos de patologias neuropáticas, doenças neuromotoras, desordens metabólicas ou patologias endócrinas. “As cãibras são comuns em casos de doenças renais, como insuficiência renal aguda ou em pacientes que realizam hemodiálise”, pontua Jecilene.

Leia também: Mitos e verdades sobre a artrite reumatoide, doença que afeta os mais jovens

As cãibras noturnas, por sua vez, são as contrações repentinas e acontecem na parte inferior das pernas e pés e, ainda, interrompem o sono. Elas podem estar relacionadas a tensão muscular excessiva, desidratação, alcoolismo, uso de medicamentos e até mesmo ligadas em alguma doença, o que merece atenção. 

O que fazer no momento da cãibra?

Ao sentir a cãibra, seja em qualquer parte do corpo, a dor pode ser aliviada com massagens e alongamentos. A fisioterapeuta indica massagear a região afetada com movimentos circulares suaves por alguns minutos. 

No caso das panturrilhas, a dica é manter a ponta do pé para cima bem como o tornozelo, em um movimento chamado dorsiflexão. “Manter essa posição por 30 segundos e relaxar as pernas. Repetir o movimento de ponta dos dedos para cima”, orienta a profissional. 

Jecilene ainda cita que, para aliviar a dor e o processo inflamatório, pode-se realizar a aplicação de gelo. “Sabemos que é difícil, mas se conseguir manter a calma também é muito bom para ajudar a diminuir a tensão muscular”, alerta. 

Como evitar? 

beber água arrow-options
shutterstock

Manter o corpo hidratado e ter uma alimentação balanceada são algumas medidas que ajudam a evitar cãibras

O primeiro passo é beber água, para manter o corpo hidratado, ter uma alimentação balanceada e consumir alimentos ricos em sódio, potássio e magnésio. Além disso, é importante alongar os músculos “A prática de atividade física regular com alongamentos antes e após o exercício pode ser bastante benéfico”, diz Jecilene. 

Leia também: Vai praticar esporte no verão? Aposte em um isotônico natural

Quando for realizar exercícios físicos ou fazer caminhadas, o uso de calçados adequados também é fundamental para evitar o surgimento de cãibras . “No caso de ser recorrente, deve-se procurar o profissional de saúde para investigar a causa e orientar o tratamento mais adequado”, finaliza a fisioterapeuta. 

Fonte: IG SAÚDE