Para combater a homofobia, jogo do Bahia terá bandeirinhas de escanteio LGBT

12
Bahia coloca bandeirinhas de escanteio da Fonte Nova coloridas para combater a homofobia arrow-options
Reprodução

Bahia coloca bandeirinhas de escanteio da Fonte Nova coloridas para combater a homofobia

Em mais uma importante campanha de conscientização e combate à homofobia, o Bahia resolveu mudar as bandeirinhas de escanteio da Arena Fonte Nova para o duelo diante do Fortaleza, neste domingo.

Leia também: No Dia Internacional do Orgulho LGBT, clubes brasileiros pedem amor e respeito

Segundo publicação do próprio Bahia nas redes sociais, as bandeirinhas no estádio da capital Salvador serão “simbólicas” e coloridas, em referência ao orgulho LGBT .

Leia também: Comunidade LGBT promove ‘Copa do arco-íris’ contra homofobia na Rússia

“Não existem linhas que limitem o amor. No jogo de amanhã (domingo), as bandeirinhas de escanteio da Fonte Nova serão simbólicas. Não toleramos homofobia nem dentro nem fora dos estádios”, disse a texto no Twitter com um vídeo da campanha.

Assista:

No site oficial, o clube divulgou um manifesto. Confira abaixo:

#LevanteBandeira

Não existem linhas que limitem o amor

O futebol, como reflexo da sociedade, revela seus sentidos e sentimentos.

Diversas camadas de compreensão nos conduzem à conclusão de que futebol e sociedade se misturam.

Portanto, não há equívoco em compreender nossas virtudes, limitações e desafios sociais a partir do futebol.

No panorama social, a homofobia nos estádios é apenas uma pequena expressão do que acontece fora deles.

A homofobia mata, oprime, deprime e provoca muitas feridas. Talvez essa realidade explique o afastamento das pessoas LGBTQI do ambiente do futebol.

O Bahia veste três cores, mas está ao lado de todas as outras. Respeitamos as regras, mas ignoramos as linhas, os limites… É preciso dar um passo à frente, evoluir e conviver em sinergia.

Não é uma questão de pontos a mais ou a menos. É um propósito de igualdade, amor e vida. Manifestemos isso.

IG ESPORTE