Prefeitura atua para combater a deposição clandestina de lixo em toda a cidade

12

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU), atua permanentemente para combater a deposição clandestina de lixo. Esse trabalho, que é desenvolvido em parceria com a comunidade, alcança toda a cidade e, no último mês, chegou ao bairro Santa Cruz, na região Nordeste da capital. A SLU, a Associação Ambiental e Cultural Zeladoria do Planeta (OSC) e os moradores do bairro transformaram o canteiro central da avenida Arthur Guimarães, no trecho da esquina da rua São Leopoldo, que antes era uma grande deposição de lixo, em uma área limpa, bonita e agradável.

 

Em Belo Horizonte, são 731 pontos de bota-fora, mapeados pela SLU. O descarte também é frequente em toda a cidade, com uma predominância um pouco maior na região da Pampulha. Em 2018 foram 114 mil toneladas de resíduos recolhidos pela SLU, depositados clandestinamente.

 

A limpeza no canteiro central da avenida Arthur Guimarães foi precedida por uma campanha de mobilização social promovida pela SLU. Os moradores foram convidados para participar da ação e receberam informações sobre como colaborar com a manutenção da limpeza. “No canteiro foi feita a limpeza e a remoção dos descartes clandestinos. O local recebeu mudas de diversas plantas e grama. A participação da comunidade foi muito importante para o sucesso da campanha”, avaliou Euclides de Carvalho Pimentel Júnior, referencia Técnica em Mobilização Social e Educação para Limpeza Urbana na região Nordeste da SLU.

 

De acordo com Luciana Soares Silva, da Gerência Regional de Limpeza Urbana Nordeste da SLU, os resíduos, frutos de deposições clandestinas no local, eram recolhidos semanalmente. “Após a limpeza e o plantio das mudas, a SLU vem atuando para manter as plantas preservadas e o asfalto limpo”, contou Luciana. A expectativa é que a situação seja diferente após todo o envolvimento da comunidade. “É fundamental que os moradores se apropriem do espaço, para que ele não seja mais um ponto clandestino de lixo”, considerou.

 

De acordo com a Subsecretaria Municipal de Fiscalização, para coibir a prática de deposição clandestina de resíduos em Belo Horizonte são realizadas regularmente ações fiscais e promovidas operações planejadas em locais mais críticos. O cidadão que presenciar deposição clandestina de resíduos ou estiver prejudicado por esse tipo de prática pode solicitar uma vistoria nos canais de atendimento da Prefeitura: aplicativo PBH APP, portal da Prefeitura (, clicar em “Serviços”), nas Coordenadorias de Atendimento Regionais, no BH Resolve e telefone 156.

 

 

19/08/2019. SLU e comunidade combatem ponto clandestino de lixo no bairro Santa Cruz. Fotos: Divulgação/SLU

Fonte: Prefeitura Municipal de BH