Paim reitera a necessidade de ajustes no texto da reforma da Previdência

4

O senador Paulo Paim (PT-RS) apresentou nesta quinta-feira (15), em Plenário, uma análise sobre a reforma da previdência (PEC 6/2019), desenvolvida pela Associação Brasileira de Economistas pela Democracia. O documento, disse o parlamentar, afirma que o texto atual é injusto porque a maior parte da economia de gastos será arcada pelos trabalhadores e funcionários públicos com salários baixos.

Segundo a análise, ressaltou Paim, haverá uma redução de até 40% no valor das aposentadorias para quem completou o tempo mínimo de contribuição, tanto para trabalhadores, quanto para servidores públicos.

— Ademais, a exigência de 40 anos de contribuição para a chamada aposentadoria integral não é compatível com o mercado de trabalho do nosso país. A média do brasileiro é de seis meses de trabalho num ano. Então, para chegar à meta de 40 anos de efetiva contribuição, e não só de trabalho, sairiam 80 anos de trabalho para atingir essa meta — disse.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)