Nascidos em agosto já podem sacar abono salarial a partir desta quinta-feira

7
source
Em agosto, a Caixa vai pagar R$ 1,4 bilhão para 1,6 milhão de brasileiros de abono salarial arrow-options
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

Valor total do abono salarial ainda não sacado é de R$ 1,53 bilhão

A Caixa Econômica Federal inicia nesta quinta-feira (15) o pagamento do abono salarial (2019/2020) para os trabalhadores que têm direito ao benefício nascidos em agosto.

Só no estado de São Paulo  são 430.559 beneficiários do abono salarial do PIS, nascidos neste mês,que têm direito a receber o montante de R$ 356,7 milhões. No Brasil, o valor total disponibilizado para os aniversariantes de agosto é de R$ 1,4 bilhão dividido entre 1,6 milhão de trabalhadores.

Veja também: Comissão do Senado aprova projeto para FGTS ser usado em educação e cirurgias

Os correntistas da Caixa, com movimentação regular na conta, já receberam o crédito automaticamente na última terça-feira (13). Já o trabalhador que tem o cartão do cidadão e senha cadastrada pode retirar o valor nos terminais de autoatendimento da Caixa, em casas lotéricas ou nos pontos de atendimento Caixa Aqui. 

Para o trabalhador que não tem conta na Caixa, nem o cartão do trabalhador, é necessário ir até uma agência da Caixa e apresentar documento de identificação para fazer o saque.

Os empregados públicos (vinculado a uma empresa pública) e que possua inscrição no Pasep, pode fazer o saque no Banco do Brasil .

Quem tem direito? 

O abono salarial é um direito dos trabalhadores inscritos no Programa de Integração Social (PIS) ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP) há pelo menos cinco anos, que tenham trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2018 e com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.

Também é necessário que os dados estejam corretamente informados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), ano-base 2018.

Caixa e BB iniciam pagamento das cotas do PIS/Pasep a partir de 19 de agosto

Reforma da Previdência

O abono salarial pode ser alterado pela proposta de reforma da Previdência que já foi aprovada pela Câmara dos deputados e agora tramita no Senado.

Segundo o texto atual da proposta, o abono será um benefício apenas para trabalhadores que ganham até R$ 1.364,43. Atualmente, o abono é pago a trabalhadores que recebem até dois salários mínimos (R$ 1.996, no valor de hoje). 

O que muda com a reforma: 12,7 milhões perdem direito ao abono PIS/Pasep

Calendário do abono salarial


Fonte: IG ECONOMIA