“Filme de terror”, relata Mattos sobre turbulência em voo do Palmeiras; assista

25

“Foi um verdadeiro filme de terror.” É assim que o diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, definiu o episódio de tensão vivenciado pela delegação do clube paulista na madrugada deste domingo (21) , durante voo para a cidade argentina de Mendoza.

Jogadores, dirigentes, integrantes da comissão técnica e demais membros do estafe do Palmeiras embarcaram por volta da meia-noite de sábado (20) em Fortaleza, onde o Verdão foi derrotado pelo Ceará em jogo do Campeonato Brasileiro. O grupo deveria desembarcar por volta das 6h da manhã em Mendoza, onde o alviverde paulista enfrentará o Godoy Cruz, pela Libertadores.

alexandre mattos arrow-options
Reprodução/TV Palmeiras

“Muito barulho, muita tensão”, relembra Alexandre Mattos sobre turbulência em voo do Palmeiras

Momentos antes da aterrisagem, no entanto, uma turbulência atingiu o voo palmeirense e o piloto do avião precisou arremeter duas vezes por conta do mau tempo. Após a segunda arremetida, o voo foi desviado para a cidade de Rosario.

“A turbulência foi aumentando. A sensação que dava é de que tinha alguma coisa empurrando as asas de baixo para cima. Foi bem aterrorizante”, relatou Mattos em depoimento à TV Palmeiras. “Eu olhava para o lado e era uma aflição muito grande, um clima de tensão. Uns rezando, os outros você via a cara de desespero, a sensação de impotência… Era muito barulho, muita tensão”, complementou.

O segurança do clube Cristiano Oliveira disse ter pensado “é hoje” devido ao chacoalhar da aeronave, mas que jogadores como o lateral/volante Jean e o atacante Deyverson tentaram tranquilizar a todos. O episódio de pânico para os palmeirenses durou cerca de 40 minutos, segundo seu relato.

A delegação do Palmeiras passou o domingo na capital argentina, Buenos Aires, e fará nova tentativa de chegar a Mendoza nessa segunda-feira (22). A partida contra o Godoy Cruz, pelas oitavas de final da Libertadores, será disputada na terça-feira.

Leia também: Torcedores arremessam pipocas e cobram elenco do Palmeiras no Ceará

Confira o depoimento dos palmeirenses: