Data limite de Chico Xavier é neste sábado; entenda

33
source
Chico Xavier arrow-options
Divulgação

A história do médium mais famoso do Brasil virou filme em 2010

Em 1971, Chico Xavier, deu uma entrevista à extinta TV Tupi na qual afirmou que o dia 20 de julho de 2019 era a data limite para a humanidade passar por transformações profundas. “Se não entrarmos numa guerra de extermínio nos próximos 50 anos, então podemos esperar realizações extraordinárias da ciência humana, partindo da lua”, disse Chico no programa Pinga-Fogo.

Leia também: Família volta para casa após enchente e encontra tigre dormindo em cima da cama

Segundo Chico Xavier , quando o homem pisou na Lua, no dia 20 de julho de 1969, algumas entidades se reuniram no mundo espiritual e decidiram dar o prazo de 50 anos para a humanidade. Se ao fim deste período, não tivesse acontecido a Terceira Guerra Mundial, a Terra e seus habitantes viveriam uma nova era. 

Na época, a Guerra Fria ainda imperava no mundo e as tecnologias nucleares estavam se tornando cada vez mais desenvolvidas. Por isso, temia-se que em caso houvesse uma grande guerra ela resultaria na destruição completa do planeta.

Juliano Pozati, autor do livro “ Data Limite – Segundo Chico Xavier” e roteirista do filme de mesmo título, afastou em entrevista ao programa Pânico, da rádio Jovem Pan , a ideia da data limite de qualquer teoria da conspiração ou previsão de fim do mundo, como o “bug do milênio” ou o apocalipse. Segundo ele, “a data limite não tem a ver com o fim do mundo, e sim o começo de uma nova era”. O termo, aliás, sequer foi cunhado pelo médium

Leia também: Francês de 72 anos atravessa Oceano Atlântico a bordo de tonel sem motor

No seu Facebook, Pozati disse que trata-se de “um marco de um processo de transição planetária, que nos convoca a nos conectar com novas energias para que enfim possamos descobrir o nosso protagonismo e papel na construção desse novo mundo”.

Na Jovem Pan , ele também explicou que “todo projeto tem fases, todas as fases têm metas, todas as metas têm data limite. Estamos movendo de uma fase da humanidade para outra”. “Existe um anseio pelo novo, existe um anseio por algo melhor e ao mesmo tempo existe uma fadiga dos paradigmas que nós estamos vivendo, que a gente vê que não funcionam mais”, completou.

Em defesa da teoria, o autor explica que Chico usou argumentos que na época foram considerados absurdos, mas que ao longo do tempo foram se confirmando. Um exemplo foi a obtenção de água no solo lunar, mencionada pelo médium em 1971 mas que só aconteceu em 2009. 

Leia também: “Monstro marinho” é encontrado no México; conheça o Regaleco

Para aqueles que acreditam nas previsões de Chico Xavier , é fato que mudanças profundas acontecerão, mas não está claro quais serão elas. Mesmo com a incerteza, o assunto vem sendo comentado ao longo de toda a semana no Twitter:







Mas há também quem vá além e misture a história com outras teorias:




Fonte: IG CURIOSIDADES