Prefeitura em parceria com a AMA fortalece educação especial com construção de Centro de Apoio ao Autista

9

A Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Educação amplia e fortalece a educação especial na capital, por determinação do prefeito Emanuel Pinheiro, com a implantação do Centro de Atendimento ao Autista de Cuiabá (CAA), que ofertará serviços e atendimento ao público autista. A partida para mais essa conquista, foi dada na manhã desta segunda-feira (15), com a Assinatura do Contrato de Sessão de Uso com a Associação de Pais e Amigos do Autista de Mato Grosso (AMA). O prédio, onde funcionava a antiga Escola do Moinho, no bairro Santa Cruz II (Região Sul), desativada há dois anos, irá receber o novo Centro de Atendimento.

O contrato de cessão de uso tem validade de 10 anos e poderá ser prorrogado por um termo aditivo. Kelly Cristina Viegas, presidente da Associação dos Amigos Autistas do Estado de Mato Grosso, disse que este é um momento inesquecível. A AMA, entidade com 500 associados, vinha trabalhando junto ao poder público pela efetivação do plano e do projeto do CAA e, para chamar das pessoas para a questão do autista e sua inserção na sociedade. “É uma grande conquista, que vai melhorar a qualidade de vida dos autistas e a sua inserção na sociedade”, salientou Kelly.

De acordo com a presidente da AMA o local que irá abrigar a unidade de atendimento é tranquilo, um ambiente ideal para receber a clientela. Ela falou do esforço dos associados para viabilizar o projeto de construção do CAA, realizando promoções e bazares, e da parceria com a Prefeitura de Cuiabá, a Secretaria Municipal de Educação, a Construtora Plaenge, a Câmara Municipal e muitos outros parceiros, sensibilizados com a causa e a luta dos autistas.

Na solenidade foi apresentada uma perspectiva do projeto do novo prédio que terá consultórios, áreas de recreação, convivência e de lazer, salas de treinamento entre outros espaços. “Vimos esse terreno durante uma caminhada de final de semana, fomos conhecer e achamos o ambiente tranquilo e ideal. Além disso, a comunidade é aconchegante e receptiva, e pensamos agora vamos começar a caminhada pela concessão do terreno”, contou Kelly Viegas.

Com a efetivação da concessão as obras no prédio terão início em breve e a expectativa é de que estejam concluídas na metade do ano que vem.  O Centro de Atendimento ao Autista terá capacidade para atender, num primeiro momento, em torno de 100 crianças e jovens com aspectos autistas por mês.

Representando o prefeito Emanuel Pinheiro, a secretária de Gestão, Ozenira Felix Soares de Souza elogiou a iniciativa da Secretaria Municipal de Educação em encampar o projeto, ampliando de vez o atendimento da educação especial da capital. “Hoje estou aqui e não vou falar como Secretária de Gestão, mas como militante da causa. Só quem tem um filho autista sabe da luta do dia a dia e do esforço”, destacou Ozenira Félix, que é mãe de André, de 18 anos que é autista.

Para Ozenira Félix, que faz parte da diretoria da AMA, a pareceria entre o Município e a AMA, que vem sendo construída e fortalecida ao longo dos últimos anos, representa uma mudança de paradigma e uma conquista para a Educação Especial. O Município está expandindo esse serviço e sendo um exemplo de trabalho efetivo para todo o estado. “Hoje o autista tem a sua patologia reconhecida. Para todos nós, da família, isso é de extrema importância. O que a Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria de Educação está fazendo, é mais do que um avanço”, destacou ela.

O secretário de Educação, Alex Vieira Passos disse que o espaço vai passar por uma ampla reforma que será feita pela AMA em parceria com a Prefeitura e outras empresas e que no local irá funcionar também uma Clínica Escola Modelo, a primeira de Mato Grosso, para dar suporte ao serviço de saúde do município, no atendimento especializado ao autista. O secretário contou que a ideia de apoiar a construção da unidade surgiu quando foi encaminhado para a rede pública municipal de Educação um grande número de crianças com autismo. “Nós nos tornamos referência em quantidade e agora queremos ser referência em qualidade. Atualmente já atendemos mais de duas mil crianças com deficiência e o número não para de crescer. A Educação tem que se preparar receber essas crianças”, destacou Alex Vieira Passos.

O secretário lembrou que além da estrutura física a Secretaria de Educação se preocupa com a qualificação técnica dos profissionais para atender de forma efetiva a demanda por isso a criação da Clinica Escola Modelo que funcionará com o apoio da Secretaria de Saúde. “É uma super etapa que está sendo vencida, e isso nos torna uma referência em Mato Grosso e até para o país”, salientou Alex Vieira Passos exemplificando com a iniciativa que está em fase inicial na cidade de Várzea Grande, onde foi criado um núcleo de trabalho com a educação especial.