Tribuna Livre discute Direitos e Garantias dos LGBTI+

15
Na manhã desta terça-feira (9) foi realizada uma Tribuna Livre na Câmara de Cuiabá, para tratar os direitos e garantias da comunidade LGBTI+. O Jornalista Menotti Griggi e a Professora Doutora Bruna Irineu foram convidados pelo Vereador Mario Nadaf (PV) com subscrição dos vereadores Diego Guimarães (PP) e Orivaldo da farmácia (PP).
A pauta em debate foi o decreto nº 7185, referente à utilização do nome social e o posicionamento no sentido de garantir os direitos fundamentais previstos na Constituição Federal, propagando o respeito e evitando a discriminação por motivo da sexualidade.
O vereador Professor Mario Nadaf falou sobre a discussão da mudança dos artigos 9º, 10º e 11º que estabelecem punições, que já existe no Decreto original, de nível federal. “Respeitamos o estado democrático de direito, a dignidade da pessoa humana e o combate à discriminação de gênero, por isso abrimos o debate para todos.” Finalizou.
Menotti Griggi falou sobre o objetivo da tribuna realizada, “O nosso principal objetivo é a busca pelo diálogo, saber onde poderíamos avançar, entrar em um consenso, para que o decreto seja aprovado e que a população LGBTI+ tenha seus direitos permitidos.”
Professora e pesquisadora na área de gêneros e sexualidade, Bruna Irineu, falou sobre o decreto e a educação infantil que foi citada nos debates, “O nome social é um dos recursos para a garantia do respeito da identidade de gênero, seja no trabalho, na escola, em qualquer outro âmbito da vida social. Referente à educação infantil, é importante que a gente entenda que o nome social é permitido no ponto de vista jurídico para pessoas maiores de 18 anos e para pessoas menores de idade, com a autorização dos responsáveis.” Completou.
Josi Marconi, coordenadora da organização Mães pela Diversidade no Estado de Mato Grosso, também falou “Como mãe, eu quero dignidade para minha família e para as pessoas LGBT’s, respeitar o nome social de pessoas transexuais na escola, posto de saúde e outros lugares, é dar dignidade para essas pessoas que apenas são diferentes do padrão social atual” e ainda pediu, “Respeitem os nossos filhos, parem de matar os nossos filhos, tire seu preconceito do caminho, que nós mães vamos passar com nosso amor.” Finalizou.
Também Estiveram presentes o transgênero Vicente Tchalian e o presidente do Conselho de Atenção a Diversidade de Cuiabá, Valdomiro Arruda que agradeceu o parlamentar Mario Nadaf por defender a causa.
Paula Andrade