Tem uma conexão longa e quer conhecer mais lugares? Saiba o que é stopover

21
source

Você sabe o que é stopover? Não, ele não é o mesmo que uma simples escala ou conexão. Na verdade, trata-se de um serviço oferecido por algumas companhias aéreas para clientes que farão voos com uma conexão muito longa.

Leia também: 7 dicas para evitar imprevistos nas conexões em uma viagem de avião longa


Mulher olhando para a Torre Eiffel carregando malas de viagem
shutterstock

Saber o que é stopover – e como fazê-lo – pode ser o próximo passo para incrementar as suas viagens internacionais

De acordo com Eduardo Fleury, Líder de Operações da KAYAK Brasil, a prática é “uma ótima oportunidade para quem quer aproveitar uma única passagem para conhecer mais de um destino”. Isso, porém, é só uma introdução a o que é stopover .

Afinal, o que é stopover?

Como lembra a empresária Gilsimara Caresia, o serviço costuma ser oferecido nos países onde as companhias aéreas têm sedes operacionais.

“Qual é a estratégia das empresas: elas pegam clientes do mundo inteiro e levam para o país sede delas para redistribuir em novas aeronaves. Nesse momento, a pessoa pode descer e aproveitar o país da conexão”, explica. Esta é a opção gratuita, oferecida sem custo adicional pelas empresas.

A maioria dos stopovers são feitos através da opção “Múltiplos Destinos” dos buscadores de passagens ou informando ao atendente da empresa por telefone que deseja aproveitar esse benefício. Nesse caso, no momento da compra da passagem, o turista deve indicar que pretende fazer a tal parada no país de conexão – seria como incluir um destino a mais na viagem entre o ponto de partida e o local final de desembarque.

O infográfico abaixo te ajudará a compreender melhor como selecionar um stopover.

Leia também: Malas de viagem: veja 10 dicas para você organizar a sua e evitar contratempos

Quais as precauções para um stopover?


Pessoa planejando a viagem, apontando seu destino em um mapa
shutterstock

O planejamento de viagem continua a ser crucial. Afinal, o stopover funciona como dois roteiros em um

E não basta saber o que é o serviço – é preciso saber como se programar para ele. Afinal, optar por um stopover não significa que você poderá se aventurar sem um bom planejamento de viagem .

“Não são todas as datas, tarifas e destinos finais que oferecem a parada gratuita, portanto, é importante que o usuário tenha flexibilidade e vá fazendo combinações de viagem com base no erro e acerto”, aconselha Eduardo Martins, diretor nacional do buscador de voos Viajala.com.br.

Em outras palavras, durante uma viagem com stopover, você precisa pensar como se estivesse fazendo dois roteiros em um – e terá de se programar para os dois.

“Por exemplo, eu vou daqui para Londres, mas meu avião vai parar em Nova York e eu resolvi descer. Vai ter que ver: tem visto americano? Nova York precisa de vacinas que o país que eu estou indo não exige?”, elucida Gilsimara.

Um exemplo mais concreto com relação à documentação é o da China. Segundo Eduardo, quem fica no país por até 72 horas não precisa de visto – uma vantagem que pode ser aproveitada pelos viajantes da Air China, que oferece paradas em Shangai e em Pequim.

Vale lembrar, também, que existem algumas regras específicas a serem seguidas. Por exemplo, o stopover tem um limite de tempo de duração, que costuma ser de até 5 dias. Além disso, a gratuidade do serviço só é válida para voos de ida e volta internacionais.

Quais companhias aéreas oferecem stopover?


Teclado de notebook com um avião em miniatura e uma lupa
shutterstock

Várias companhias aéreas internacionais oferecem stopovers em seus países sede, e estas 10 são algumas delas

A maioria das companhias aéreas a oferecerem stopover são as estrangeiras que não se enquadram na categoria lowcost, ou seja, de baixo custo. Segundo levantamento do Viajala.com.br, estas são algumas companhias que oferecem essa opção para os brasileiros encaixarem no planejamento de viagem:

  1. Aeroméxico (Cidade do México)
  2. Air France (Paris)
  3. Alitalia (Roma)
  4. American Airlines (Los Angeles, Miami e Nova York)
  5. Etihad (Abu Dhabi)
  6. Emirates (Dubai)
  7. KLM (Amsterdã e Paris)
  8. Royal Air Maroc (Casablanca)
  9. TAP Air Portugal (Lisboa e Porto)
  10. Turkish Airlines (Istambul)

Algumas empresas da lista vão além e oferecem certas vantagens para os passageiros. A Turkish Airlines, por exemplo, disponibiliza o Touristanbul, um programa de tours pela cidade para passageiros que tiverem uma conexão entre 6h e 24h durante sua viagem.

Outra companhia com políticas diferenciadas é a TAP. “Das internacionais, a TAP é uma das que oferecem o stopover mais vantajoso, já que permite até 5 dias em Portugal sem custo adicional e mostra essas opções durante a compra”, observa o diretor nacional do Viajala.com.br.

Segundo ele, a KLM também investe nessa opção de viagem e até mostra como fazer stopovers na ida e na volta, seja em Amsterdã, em Paris, ou em ambas.

Quanto às principais companhias aéreas do Brasil, a LATAM informou ao iG Turismo que está trabalhando para implementar o stopover em todos os seus canais de venda, mas que só fará um anúncio oficial quando o serviço puder ser contratado por todos os seus clientes.

A Azul, por outro lado, informou que oferece a opção para voos domésticos. Para tanto, é necessário selecionar a ferramenta “Múltiplos Destinos” no site da empresa, ou contatar outros de seus canais de venda.

Leia também: 10 dicas para encontrar passagens aéreas em promoção e economizar

Com suas dúvidas sobre o que é stopover (e sobre como ele funciona) sanadas, só resta uma coisa: escolher o pacote mais adequado para você e seguir viagem.

Fonte: IG Turismo