Sem manifesto político, Kleber Mendonça Filho exibe “Bacurau” em Cannes

7

Depois de marcar a exibição de “Aquarius”, no Festival de Cannes de 2016, com protestos por conta do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, Kleber Mendonça Filho e sua equipe optaram pela discrição ao voltar à disputa da Palma de Ouro, com”Bacurau” . 

Leia também: “Era uma Vez em “Hollywood” é confirmado na disputa pela Palma de Ouro em Cannes


elenco de Bacurau em Cannes
reprodução / Twitter

elenco de Bacurau em Cannes

Kleber Mendonça Filho , que divide a direção de ” Bacurau ” com Juliano Dornelles, já havia anunciado que não faria nenhuma manifestação política antes da exibição do longa. Segundo ele, a situação é diferente de três anos atrás porque hoje “todos sabem como está o Brasil”.

Leia também: Isis Valverde capricha na produção para o tapete vermelho do Festival de Cannes

Pouco antes da passagem pelo tapete vermelho, o cineasta tuitou: “Pensando no Brasil. Nosso protesto será exibir esse filme, uma performance projetada sobre o Brasil e o mundo hoje”.

A ausência de Sonia Braga , uma das atrizes do longa que reforçaram o protesto de 2016, também já era anunciada: Sonia Braga alegou ter compromissos nos Estados Unidos.

O restante do elenco, entretanto, marcou presença, inclusive Udo Kier, ator alemão que tem papel importante na trama que mistura ficção científica e terror, e Silvero Pereira, conhecido do grande público pela personagem Elis da novela “A Força do Querer”.

Leia também: Após detox social, Selena Gomez ressurge das cinzas ao reinar em Cannes

Bacurau ” conta a história de uma cidadezinha no interior do Nordeste. Sua população enterra a matriarca e, dias depois, descobre que a própria comunidade desapareceu do mapa.

IG GENTE