Ministro da Educação chega à Câmara para dar explicações sobre cortes; acompanhe

13

Abraham Weintraub
Geraldo Magela/Agência Senado – 7.5.19

Ministro da Educação, Abraham Weintraub disse que “contingenciamento” de verba do MEC é diferente de cortes

A Câmara dos Deputados deu início, às 15h desta quarta-feira (15), à sessão para sabatinar o ministro da Educação, Abraham Weintraub. O chefe do MEC foi convocado na noite de ontem para prestar esclarecimentos no plenário da Casa a respeito do corte de 30% nas verbas de custeio para as universidades e institutos federais – medida que motivou protestos que ocorrem ao longo de todo o dia em diversas cidades do País.

Os líderes se reuniram para definir os procedimentos da comissão geral que vai ouvir o ministro da Educação, Abraham Weintraub, no Plenário da Câmara. A reunião, marcada para começar às 15 horas, vai durar até no máximo 21 horas.

“A gente quer ouvir o ministro, quer que ele dê os esclarecimentos necessários, mas não pode virar uma chicana. O dia só tem 24 horas e, se deixar todo mundo falar e usar o regimento, trava tudo. Por isso decidimos que, impreterivelmente, a sessão acaba às 21 horas”, disse a líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP).

Weintraub foi convocado ontem a partir de uma união da oposição com partidos de centro não alinhados com o governo Bolsonaro. Apenas o PSL e o Novo foram contrários à convocação.

A comissão geral com o ministro coincide com protestos convocados para todo o País contrários à diminuição de recursos para universidades públicas e institutos federais.

Acompanhe ao vivo:


IG Nacional