Número de mortes na tragédia de Brumadinho chega a 228

6

dois bombeiros caminham sobre a lama e, ao fundo, duas máquinas pesadas auxiliam nas buscas
Diogo Antunes/Photopress/Agência O Globo

Bombeiros continuam buscando por vítimas da tragédia em Brumadinho

O número de mortos encontrados após o rompimento da barragem 1 da Mina Córrego do Feijão da Vale, em Brumadinho, aumentou novamente e chegou a 228 no último domingo (14), segundo a Defesa Civil de Minas Gerais. Ainda há 49 pessoas desaparecidas na região metropolitana de Belo Horizonte.

Leia também: Parentes de vítimas de Brumadinho cobram cumprimento de acordos

Ao longo dos últimos meses, o número total somando mortos e desaparecidos de Brumadinho variou algumas vezes. Isso aconteceu porque a Polícia Civil identificou fraudes e erros na lista de desaparecidos. Na último quinta-feira (11), 16 nomes foram retirados da lista porque haviam sido incluídos erroneamente. Na sexta (12), outros 17 nomes foram removidos da lista.

As buscas pelos desaparecidos continua incessantemente. A assessoria do Corpo de Bombeiros divulgou uma nota agradecendo o apoio dos familiares das vítimas. “Agradecemos a todos pelo apoio que temos recebido, o que nos permitirá seguir buscando por 80 dias mais, se for necessário”.

Leia também: CPI de Brumadinho se reúne com Ministério Público nesta terça

Quase três meses após a tragédia em Brumadinho , 139 bombeiros ainda trabalham nas buscas, divididos em 19 frentes de trabalho. Eles têm o apoio de 73 máquinas pesadas e um drone.

IG Nacional