Carlos Bolsonaro ataca jornal em rede social: “Ignoram tudo relacionado ao PT”

5

Carlos Bolsonaro
Caio César/CMRJ

Carlos Bolsonaro atacou o jornal O Estado de São Paulo nas redes sociais

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) atacou o jornal O Estado de São Paulo  em duas redes sociais. Após a publicação divulgar uma matéria que aponta que o vereador já empregou, em seu gabinete, o ex-marido da esposa de Fabrício Queiroz, pivô de uma crise envolvendo o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

Leia também: Filha de Queiroz repassou 80% do salário na Câmara para o pai, aponta Coaf

“Vocês são muito baixos. Olha aonde foram arrumar uma suposta ligação e sem ilegalidade alguma. Irmão da ex-mulher do primo do amigo do papagaio! Meu Deus! Por que ignoram tudo relacionado aos outros do PSOL, PT e cia? Depois choram com credibilidade perdida”, escreveu Carlos Bolsonaro no Twitter, como resposta à publicação.

De acordo com a apuração do
Estado de São Paulo
, Márcio da Silva Gerbatim, ex-marido da esposa de Queiroz, trabalhou no gabiente de Carlos na Alerj entre os anos de 2008 e 2010, como motorista. Depois, foi exonerado para assumir o cargo de “assessor-adjunto” no gabinete de Flávio Bolsonaro que, na época, era deputado estadual do Rio de Janeiro.

Além de Márcio Gerbatim , sua filha , Evelyn Mayara de Aguiar Gerbatim, que é enteada de Queiroz, também esteve lotada no gabinete de Flávio Bolsonaro. Márcia Oliveira de Aguiar, esposa de Queiroz e Nathália Queiroz, filha do casal, também trabalharam para o agora senador da República.

Leia também: Haddad e Carlos Bolsonaro discutem nas redes sociais: “Chora marmita”

Antes da resposta ríspida nas redes sociais, Carlos Bolsonaro falou, através de sua assessoria, com a reportagem do jornal. O vereador afirmou que Gerbatim foi contratado por sua “experiência como motorista” e não foi indicado por ninguém. Ele ainda afirmou que “nunca nenhum parente de Fabrício Queiroz” foi nomeado em seu gabinete.