Campanhas e redes sociais auxiliam TSE a dar publicidade às suas ações

11

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) conta com importantes instrumentos que o auxiliam a cumprir a obrigação de dar publicidade de suas ações e dos serviços que presta a diferentes setores da sociedade brasileira. Trata-se das campanhas publicitárias e de suas mídias sociais (Twitter, Instagram, Facebook e YouTube). 

Na Corte, a coordenação e o gerenciamento desses segmentos estão sob a responsabilidade da área de Redes Sociais e Campanhas da Assessoria de Comunicação (Ascom/TSE). Ambos passaram por significativas mudanças em 2018, que os prepararam para o grande desafio representado pelas eleições gerais. Ao longo do ano, mais de 20 temas foram objeto de campanhas divulgadas por meio de emissoras de rádio e TV. 

A veiculação das campanhas nos canais de radiodifusão foi gratuita e teve abrangência nacional, obedecendo a um cronograma estabelecido pela Ascom. Houve momentos em que foram veiculadas até seis campanhas simultaneamente, em razão da variedade de temas eleitorais de interesse público abordados, entre os quais acessibilidade, e-Título, mesário voluntário, representatividade, nome social, absenteísmo, voto consciente e segurança da urna. Os conteúdos estão disponíveis no Portal do TSE

Durante todo o ano, os perfis do Tribunal nas mídias sociais também abordaram dezenas de assuntos que informaram os internautas sobre os mais variados temas relacionados à Justiça Eleitoral e às eleições no Brasil. 

Instagram 

O perfil oficial da Justiça Eleitoral no Instagram passou por uma mudança editorial em março do ano passado. Além disso, o @TSEjus recebeu o selo de verificação da plataforma, e obteve um crescimento de mais de cinco mil usuários no primeiro semestre de 2018. Foram realizadas 578 postagens. Em outubro, mês das eleições, ocorreu um aumento considerável de interação, quando as publicações do período receberam 39.746 curtidas e tiveram 30.057 comentários. Atualmente, o perfil do Tribunal no Instagram conta com mais de 35 mil seguidores. 

Twitter 

Com mais de 250 mil seguidores e mais de 23,4 mil tweets, a página oficial do TSE no Twittercompleta 10 anos de lançamento em setembro deste ano. Além do conteúdo institucional ou relacionado às campanhas publicitárias, a ferramenta também é utilizada na divulgação dos programas de rádio e tevê produzidos pelo Tribunal, e na transmissão de todas as sessões da Corte. Eventos importantes também passaram a ser transmitidos ao vivo pela plataforma a partir de agosto de 2018. 

Facebook

A página do TSE no Facebook tem, atualmente, 213 mil seguidores e mais de 211 mil curtidas. Em 2018, a fanpage serviu de canal para o combate à desinformação durante o período eleitoral. O TSE passou a utilizar inteligência artificial na ferramenta por meio do Facebook Messenger, que permitiu diálogos individuais entre o Tribunal e o usuário, o que possibilitou tirar dúvidas e desmistificar questões relacionadas às eleições.

JP/LR, DM