Doria anuncia quinto ministro de Temer em sua equipe de governo em São Paulo

15

Governador eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), anuncio novos futuros secretários, entre eles o quinto ministro do governo Michel Temer a integrar a equipe
Divulgação/Assessoria de Imprensa de João Doria

Governador eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), anuncio novos futuros secretários, entre eles o quinto ministro do governo Michel Temer a integrar a equipe

O governador eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quinta-feira (6) o nome de mais quatro futuros integrantes do primeiro escalão de seu futuro governo, entre eles o quinto ministro do governo do presidente Michel Temer (MDB) a integrar a equipe, o ministro do Turismo e futuro secretário do Turismo, Vinicius Lummertz.

Leia também: Doria anuncia quarto ministro de Temer em sua equipe de governo em São Paulo

Antes dele, João Doria já havia anunciado o atual ministro das Cidades, Alexandre Baldy (PP), para a Secretaria dos Transportes Metropolitanos, o atual ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab (PSD), para a Secretaria da Casa Civil, o atual ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, para a Secretaria da Cultura e o atual ministro da Educação, Rossieli Soares, para a pasta de mesmo tema.

O quinto escolhido de Doria que integrava o governo Temer , Vinicius Lummertz, por sua vez, nasceu em Rio do Sul, Santa Catarina, tem 58 anos, é é formado em Ciências Políticas pela Universidade American de Paris. Antes de se tornar ministro, ele foi presidente da Embratur de 2015 a 2018 e secretário nacional de Políticas de Turismo do Ministério do Turismo de 2012 a 2015.

Na semana passada, o presidente  Michel Temer utilizou-se do fato de tantos ministros de seu governo estarem sendo escolhidos por Doria e outros eleitos para vangloriar-se. Naquela ocasião, Temer fez questão de “mencionar o excepcional trabalho feito pelos nossos ministros. Por todos aqueles que passaram pelo nosso governo. E, aliás, tão bem sucedido foi que, a essa altura, já contei, mais de nove dos nossos ministros já foram aproveitados, seja no governo federal, seja nos governos estaduais, e fora os ministros, aqueles que auxiliaram nossos ministros. Todos estão sendo aproveitados. Gente do governo, aproveitado no próximo governo”, afirmou.

Além do atual ministro do Turismo, o governador eleito de São Paulo também anunciou a opção por Patricia Ellem para a Secretaria de Desenvolvimento Econômica, pasta estadual que engloba ciência, tecnologia e trabalho. Co-fundadora do Movimento Agora, Patricia tem 40 anos e é formada em Administração de Empresas pela Faculdade de Economia, Administração e Ciências Contábeis (FEA) da Universidade de São Paulo (USP). A escolhida deverá dividir-se entre a nova função e a presidência da Optum no Brasil, empresa de tecnologia em saúde do grupo United Health, que já ocupa.

Leia também: Doria estuda chamar Meirelles para governo em SP: “É o secretário dos sonhos”


Governador eleito de São Paulo, João Doria, nomeia atual ministro do Turismo do governo de Michel Temer para secretaria estadual
Divulgação/Asssesoria de Imprensa de João Doria

Governador eleito de São Paulo, João Doria, nomeia atual ministro do Turismo do governo de Michel Temer para secretaria estadual

Para a Secretaria de Desenvolvimento Social, Doria escolheu outra administradora formada pela FEA-USP: Élia Parnes, de 52 anos. Ela atuou por mais de 20 anos na União Brasileiro-Israelita do Bem-Estar Social (Unibes) e implantou o primeiro Centro Dia do Idoso na capital paulista, além de unidades de Serviço de Assistência Social a Famílias e Instituições de Longa Permanência para Idosos no município de São Paulo.

Leia também: Temer se vangloria por governo e pede torcida por “sucesso do governo Bolsonaro”

Já para a presidêndia da DesenvolveSP, o nome anunciado hoje foi de Milton Luiz de Melo Santos, de 67 anos. Ela já comandou a agência antes e hoje é presidente da Associação Viva o Centro, na capital paulista. Antes, ele foi funcionário do Banco Central (BC) por 37 anos, tendo ocupado diversos cargos antes de ocupar o de secretário executivo e chefe de gabinete na gestão do ex-presidente do BC, Henrique Meirelles (MDB), sobre quem Doria já falou que estuda chamar no seu governo .

Por último, o quinto nome anunciado hoje foi o do futuro presidente do Memorial da América Latina que será Jorge Damião, de 61 anos, que foi secretário de Esportes na gestão de Doria à frente da Prefeitura de São Paulo. Ele é formado em Administração, com Pós-Graduação em Gestão Pública pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP) e Pós-Graduação em Gestão do Esporte pela Fundação Instituto de Administração (FIA) da FEA-USP.

Leia também: Doria anuncia cúpula da Segurança em SP e garante ação “implacável” contra PCC

Com os anúncios de hoje, a equipe de João Doria que assumirá o governo em 1º de janeiro de 2019 já conta com 16 secretários confirmados. Além disso, também já foi anunciado que o vice-governador eleito, Rodrigo Garcia, assumirá a secretaria de governo (que será extinta como pasta), e outros nomes do segundo escalão, como o do novo comandante da Polícia Militar e o chefe da Polícia Civil, além dos futuros presidentes da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) e da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).