NOTA – Supostos sequestros de crianças

3

 A Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso informa que acompanha, por meio da Gerência de Combate a Crimes de Alta Tecnologia (Gecat), a onda de notícias supostamente falsas, compartilhadas em redes sociais (whatsapp e facebook) referente à sequestro de crianças em bairros de Cuiabá e Várzea Grande.

A Polícia Civil reitera que todas as ocorrências oficiais serão imediatamente checadas e aqueles casos identificados comprovadamente como falsos, as pessoas poderão responder por comunicação falsa de crime ou denunciação caluniosa.

A instituição informa que não há nenhum registro criança desaparecida na região metropolitana, junto ao Núcleo de Pessoas Desaparecidas, da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoas (Dhpp).

Referente aos supostos sequestros, até o momento, apenas um registro foi identificado, em Cuiabá, onde a uma mãe narra que tentaram levar sua filha enquanto passava por um ponto de ônibus, na região do Residencial Aricá, em Cuiabá. A mulher foi ouvida, nesta quarta-feira (10), na Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica) e manteve a informação noticiada em boletim de ocorrência.

A Especializada buscará por imagens de câmeras de segurança da localidade e eventuais testemunhas, para identificar a suposta sequestradora, que segundo a comunicante/vítima contava com apoio de Pálio Preto. Um retrato falado também será confeccionado.

Outra comunicação, feita nesta quarta-feira (10), refere-se ao proprietário de um veículo Fiat Pálio, ano 2008/2009, verde, que informou  à Polícia Civil, em boletim de ocorrência, que seu carro foi fotografado e apareceu em uma postagem feita por uma mulher, vinculando aos supostos sequestros de crianças. O comunicante também será ouvido na Deddica, podendo ser requisitada perícia no veículo.

A Polícia Civil reforça que todos os casos estão sendo investigados para o total esclarecimento dos fatos e, assim, dar uma resposta à população, especialmente, acalmar as mães sobre as notícias falsas que viralizaram nos últimos dias nas redes sociais.

Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui