Investigados por homicídio são presos com armas e munições em Alta Floresta

43

Assessoria | PJC-MT

Dois homens foram presos em flagrante por posse ilegal de arma de fogo e munições, em operação da Polícia Judiciária Civil com apoio do Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra), realizada na sexta-feira (11.08), em Alta Floresta (803 km ao Norte). Durante cumprimento de buscas na casa dos suspeitos, A.C., 48, e V.R, 38, foram apreendidos dois revólveres, uma espingarda e munições de diferentes calibres.

A operação foi deflagrada com base em investigações de um homicídio e uma tentativa de homicídio contra dois adolescentes, ocorridos em agosto de 2014, na região da Pista do Cabeça, zona rural de Alta Floresta. Segundo as investigações, a motivação do crime seria o envolvimento dos menores no roubo de uma motocicleta, que pertencia ao genro de um dos investigados. Na época, o veículo foi recuperado, mas os suspeitos tiveram informações de que os adolescentes estavam negociando a motocicleta.

Com base nas informações, o delegado Carlos Francisco de Moraes representou pelo mandado de busca e apreensão domiciliar contra os suspeitos, cumprido na sexta-feira (11). Na residência de A.C., os policiais encontraram um revólver calibre 38 municiado, uma espingarda calibre 20, além de 30 munições, sendo 17 calibre 38 e 13 calibre 20.

Em buscas na casa de V.R., foi apreendido um revólver calibre 38 com a numeração suprimida e 15 munições do mesmo calibre. Os suspeitos foram conduzidos a Delegacia de Alta Floresta, sendo A.C. autuado em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo e munições de uso permitido e V.R. por posse ilegal de arma de fogo e munições de uso proibido, uma vez que a arma encontrada em sua residência estava com a numeração suprimida.

Segundo o delegado Carlos Francisco de Moraes, além do flagrante os suspeitos ainda são investigados, em inquérito policial, pelo envolvimento nos crimes de homicídio e tentativa de homicídio contra os menores. “Existe indícios de que as armas apreendidas foram utilizadas no homicídio, porém, elas serão submetidas a confronto balístico para que as investigações possam avançar e a autoria seja esclarecida”, destacou o delegado.

Fonte: PJC MT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here